domingo, 24 de agosto de 2008

É ouro?

Ainda ofuscada pelas Olimpíadas, mais uma etapa da temporada 2008 da Fórmula 1 foi disputada hoje, desta vez no novo circuito de Valência, na Espanha. Felipe Massa, como ele mesmo citou brincando na entrevista coletiva, conquistou a medalha de ouro, enquanto Lewis Hamilton conquistou a de prata e Robert Kubica, a de bronze.

Infelizmente, a corrida de hoje não pôde ser comparada às Olimpíadas no quesito emoção, já que isso foi tudo o que a corrida não teve, ao contrário do maior evento esportivo do mundo. Até mesmo a largada não teve grandes emoções: Massa, Hamilton e Kubica se mantiveram nas primeiras posições, enquanto Kovalainen ultrapassou Raikkonen. Para não dizer que a 1º volta foi chata, houve sim um incidente: Kazuki Nakajima acabou atingindo a traseira de Fernando Alonso após o piloto da Renault frear inesperadamente na sua frente, o que resultou na saída prematura do espanhol na sua própria casa (tal pai, tal filho: em 1990, Satoru Nakajima, pai do atual piloto da Williams, acabou se envolvendo num acidente com Ayrton Senna em pleno GP do Brasil, tirando do falecido brasileiro a que seria sua primeira vitória no país natal).

A corrida seguiu num ritmo extremamente normal: nem mesmo quando Kubica aparentou ter problemas ainda no início da prova houve ultrapassagens, já que Kovalainen e Raikkonen não conseguiam chegar no polonês a tal ponto de arriscar uma manobra ofensiva. Com tanta monotonia, somente a Ferrari para dar alguma emoção à corrida, já que a equipe italiana passou por pequenos problemas com seus dois pilotos no 2º pit stop: Massa foi liberado precipitadamente e quase se chocou com Adrian Sutil na saída dos boxes, enquanto Kimi Raikkonen se afobou ao sair dos boxes antes de ser liberado, quase levando a mangueira de reabastecimento junto e atropelando o mecânico responsável por tal trabalho.

Talvez o final da corrida tenha trago certa tensão a alguns brasileiros e fãs de Felipe Massa, já que o motor de Raikkonen estourou uma volta depois de seu desastroso pit stop, numa cena muito parecida com o que aconteceu com Massa na Hungria. Porém, nada aconteceu com o brasileiro, que apenas administrou a vantagem que construiu durante toda a corrida, vencendo o GP da Europa da mesma maneira que passou a corrida: sem ser incomodado pelos outros.

Essa foi uma vitória importantíssima para Massa, que não se afobou em momento algum e venceu o GP sem maiores problemas, deixando o fantasma da Hungria para trás e reduzindo sua diferença para Lewis Hamilton para 6 pontos. Porém, seu companheiro Kimi Raikkonen mostra uma queda de rendimento cada vez mais preocupante: mais uma vez ficou distante dos 3 primeiros colocados, coisa que não costumava acontecer, e vai ficando cada vez mais longe da briga pelo título.

É importante destacar a performance de Sebastian Vettel neste fim de semana. O alemão, que chegou a marcar o primeiro tempo na primeira sessão de treinos da sexta-feira, fez uma boa corrida e chegou na 6º posição, a mesma em que largou. Soube aproveitar muito bem o bom e surpreendente desempenho da STR no novo circuito.

Robert Kubica e Nico Rosberg certamente deixarão a cidade de Valência aliviados. Ambos conseguiram bons resultados hoje, coisa que não ocorria há algum tempo: o polonês voltou ao pódio ao chegar em 3º, enquanto o filho de Keke Rosberg conseguiu chegar na 8º posição. Tudo bem, foi somente um ponto conquistado, mas um bom resultado para quem vinha de tantos resultados decepcionantes e desanimadores.

A Toyota é uma equipe que também deve estar bem contente no momento, pois conseguiu colocar seus 2 pilotos na zona de pontuação: Jarno Trulli chegou em 5º, enquanto Timo Glock, que largou em 13º, chegou em 7º, após apostar em apenas uma parada nos boxes. Aliás, o alemão vem mostrando um ótimo desempenho ultimamente: após errar muito nas primeiras corridas, continua melhorando cada vez mais, e já não é mais ofuscado por seu companheiro de equipe, numa trajetória parecida com a de Nelsinho Piquet.

Porém, o brasileiro da Renault não conseguiu um resultado positivo hoje, terminando na 11º posição. Outro brasileiro, Rubens Barrichello, chegou em 16º, após uma corrida ruim (foi um dos únicos pilotos a ser ultrapassado na corrida, quando perdeu uma posição para Nakajima já no fim da prova), prejudicada por problemas nos freios

Agora restam apenas 6 GPs, sendo que 5 deles serão em pistas já conhecidas e não deverão apresentar a monotonia de hoje (até achei que a corrida seria mais disputada, com vários pilotos errando, mas não foi o que aconteceu). Ainda bem, porque para quem foi dormir somente às 5:30 da manhã após ver a final do basquete masculino nas Olimpíadas, assistir a corrida hoje foi um verdadeiro teste para...dorminhoco.

10 comentários:

Marcelonso disse...

Camarada Leandrus


A corrida,não fosse a vitória de Massa,eu teria trocado de canal.
Foi horrivelmente chata,não aconteceu nada,totalmente sem sal.
Fica o registro que nessa pista ,é largar na pole e partir pro abraço,em condições normais.E muitos que achavam que seria possivel ultrapassar(estou incluso na lista).
O lado bom é que teremos duas pistas fantásticas na sequencia,Spa e Monza.Resta saber se os motores italianos não explodirão.

abraço

Net Esportes disse...

Tava mais emocionante o fogo das Olimpíadas sendo apagado do que o nosso querido Massa ganhando, eu não sei porque não torço pro Massa, mas no fundo vejo que ele se esforça e merece ganhar, porém espero que Hamilton seja o campeão da temporada..............

GiglioF1 disse...

Leandro,

Corrida comlindo visou, nada mais...Valeu pelo Massa , e mais umvexame da Ferrari com seu motor sem confiabilidade...

Massa vai pro " Joquer" em Spa e garantirá resultado.

Abraco!!!

tati- octeto disse...

Que corrida foi esta??!!!Credooo! hahahaha

Nossa... a ferrari precisa abrir bem os olhos viu??!!!

Bjinhoss

Tati

Vinicius Grissi disse...

O Massa tem tudo para conquistar o título mundial. Seria ótimo para o automobilismo brasileiro.

Daniel Leite disse...

Foi o que eu fiz: assiti a vôlei, basquete e corrida. Mas não me arrependi, porque na hora do GP mesclei as transmissões entre Valência, Pequim e Wigan.

Quanto à prova, Massa me provou que pode ser campeão. Não achava que ele pudesse andar à frente do desanimado Raikkonen. Pode. E pode até competir com Hamilton pelo título.

Ah, mas que a corrida foi monótona, isso foi.

Até mais!

Raúl y Pablo disse...

visita mi blog habla a veces de la formula uno o de otros deportes dependiendo de las noticias tu blog esta guay y creo que massa ganara el mundial que pena m dio alonjso cayendo en la primera curva

Blog F1 Grand Prix disse...

Massa merece um ouro sim! Perfeita a corrida dele. Já está merecendo ser número 1 da Ferrari...

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Marcos Antônio Filho disse...

ainda bem que eu não vi a corrida,já que não perdi muita coisa.Pelo o cmapeonato contona bom,e a disputa se fechando com o Hamilton e o Massa

abraços!

Felipe Maciel disse...

Interessante a comparação com o acidente do Senna. Mas neste caso pelo menos o Alonso não tinha qualquer chance de ganhar, acho que nem mesmo pontuar. Só serviu para economizar motor...