sábado, 10 de janeiro de 2009

Ruim com ele, pior sem ele

Se no ano passado o Flamengo se reforçou bastante, desta vez o contrário acontece, já que a equipe procurou manter a base do ano passado, contratando apenas dois jogadores e dispensando ou vendendo mais de seis. O último a deixar a Gávea foi o atacante Diego Tardelli, que foi para o Atlético-MG.

Muitos torcedores devem ter ficado felizes com a notícia, já que, após o decepcionante 2008 que o Flamengo teve, alguns (ou muitos) torcedores desejam ver diversos jogadores bem longe da Gávea em 2009 (algo com o qual não concordo, até porque atualmente não se acha com facilidade no mercado nomes do quilate de Bruno, Léo Moura, Juan, Fábio Luciano, Ibson e Marcelinho Paraíba, por exemplo; manter a boa base do ano passado não é uma decisão infeliz da diretoria). Tardelli teve seus bons momentos no ano que se passou, com destaque para os gols que deram o título da Taça Guanabara e do Estadual ao Fla; porém, não foi bem em outros momentos (como esperado, já que sempre foi um jogador inconstante), principalmente quando teve a chance de se firmar como titular da equipe após a saída de Renato Augusto e Marcinho. Por jogar muito bem em algumas partidas e mostrar uma sonolência impressionante e irritante em outras, nunca foi unanimidade no Flamengo.

O gol que deu o título da Taça Guanabara ao Fla em cima do Botafogo, marcado já nos acréscimos, foi um dos pontos altos de Diego Tardelli no Fla

O problema é que a posição mais carente do Flamengo no momento é justamente o ataque. A equipe rubro-negra não possui grandes nomes para a posição e Tardelli era uma das melhores opções, ou como outros preferem dizer, uma das “menos piores”. Maxi e Paulo Sérgio, jogadores que como Tardelli são rápidos e procuram o drible, são certamente inferiores ao ex-jogador do São Paulo. Josiel não mostrou a que veio, mal parecendo aquele que foi artilheiro do Brasileirão 2007. Obina a cada dia se torna mais folclore do que esperança de gols no Fla: é tão imprevisível que, minutos depois de acertar um lindo chute, é capaz de mandar uma bola para fora do estádio ou até mesmo para a linha lateral. Vandinho, que não teve muitas chances em 2008 e possui moral com os torcedores do time, é uma boa aposta, pois costumava corresponder quando entrava no decorrer do jogo; porém, quando começava jogando, pouco fazia. E Marcelinho Paraíba já declarou inúmeras vezes que prefere atuar no meio, não no ataque.

O Flamengo, que, sem dinheiro, não pretender fazer loucuras para contratar jogadores, agora tenta assinar com o atacante Mota, ex-Cruzeiro. Um bom nome, mas que a princípio não parece ser o ideal para quem precisa de um nome de peso para a posição. A diretoria rubro-negra pode ter feito um bom negócio, já que a mesma declarou que quitou algumas dívidas com São Paulo e Atlético-MG e ainda recebeu alguma quantia pela transferência; mas é certo que o time perde uma de suas melhores opções para a posição, e terá de repor bem se não quiser ter um ataque ainda mais fraco nesse ano.

Foto: www.correioregional.com

7 comentários:

Rafael Petry disse...

Ué que estranho, não era o Obina melhor que Eto'o? Hhehehehehe, Obina neles....

Marcos Antônio Filho disse...

é Tardelli até que não fi uma saída sentida.E Esse Mota fez bastante gols quando jogou no Cruzeiro em 2003. Também com o Alex dando os passes, até eu. Acho que o Flamengo precisa de um atacante bom, tipo o Deivid e bons reservas pras laterais,já que Leo Moura e Juan podem ser convocados pra seleção esse ano.

PS:E eu vi o post das camisas feias,putz uma pior que a outra,só a da Juventus que eu não achei tão feia não

Saulo disse...

O Flamengo e o Fluminense são os favoritos para o título carioca, mas o Botafogo e o Vasco não ficam longe.

speed.king.thrasher disse...

Tomara que ele tenha sorte nesse, ano seja mais constante pois até onde sei é um bom jogador.

Verdade, o Obina é mais lenda msm.

P.S.: ñ m conformo q vc ñ gosta de The Clairvoyant!! sahuashaushuhsahasu

Abraço!

Daniel Leite disse...

A saída do Tardelli foi péssima. Sou do grupo de raciocínio de Vitor Sérgio Rodrigues, da TV Esporte Interativo, que considerava o agora atleticano o melhor atacante do Flamengo. Agora, a solução depende exclusivamente do mercado. Algumas opções, como Vandinho, podem render frutos. No entanto, são apostas, e só delas o rubro-negro não pode viver. Que venha Mota (não é um nome de peso mesmo, mas é um bom jogador, caso esteja no mesmo nível de 2003). Até mais!

Lucas Palmeirense disse...

quer trocar de link cmg?

Leandrus disse...

Breves comentários:

Rafael, por isso que ele é folclórico, hehehe. Pelo menos antes dos jogos começarem ele é melhor que o Eto'o...

Marcos Antonio, acho que o Flamengo bobeou feio deixando o Luizinho ir embora. Era um bom lateral que correspondia bem quando entrava e ainda podia jogar nos dois lados.

Saulo, só acho que o Vasco, pelo menos a princípio, está um pouco longe sim.

Speed king, leva a mal não, mas fiquei até decepcionado quando o Iron tocou essa música no show do ano passado. Pô, tava tão bom de ter tocado Moonchild, podiam ter trocado The Clairvoyant, hauahuahau!

Daniel, o problema é saber o nível do Mota atualmente. Ver se ele ainda é confiável. Achei a contratação do Zé Roberto válida, pode substituir bem o Tardelli, embora o ache mais meia do que atacante. O problema é que ele adora uma noite, aí já viu...

Lucas, troco link sim!

Ateh!