quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Fazendo a devida reposição

Diguinho foi uma das melhores aquisições feitas pelo Fluminense para esta temporada

Se os torcedores do Fluminense tinham motivos para ficarem assustados com a saída de jogadores importantes do elenco como Washington, Arouca, Júnior César e Thiago Silva, agora já podem ficar mais tranquilos com a reposição que vai sendo feita pelo clube.

Para o lugar de Washington, veio Leandro Amaral. Se Leandro não possui o estilo raçudo do Coração Valente, pelo menos não é de desperdiçar gols incríveis como o agora jogador do São Paulo costumava fazer. O novo atacante do Flu tem se mostrado confiável e goleador desde que foi contratado pelo Vasco em 2006 e deverá recompensar o esforço da diretoria em contratá-lo. Curiosamente, dos “Três Tenores” que desembarcaram nas Laranjeiras no início de 2008, o único que iniciará a atual temporada no clube será aquele que mal jogou pelo Flu no ano passado, já que Leandro Amaral foi obrigado a retornar ao Vasco ainda em abril.

Diguinho provavelmente fará com que a torcida não sinta muitas saudades de Arouca, embora este seja um jogador jovem e promissor. Enquanto uma das recentes crias de Xerém a algum tempo já não mostrava o excelente desempenho que fez com que se tornasse um dos destaques do Flu em 2005, voltando a se destacar mesmo apenas com a chegada de René Simões, Diguinho vem de duas temporadas muito bem sucedidas no Botafogo. Como marca com muita eficiência e sabe jogar com a bola nos pés, deve ser uma das principais peças do meio campo da equipe.

Outra grande contratação do time foi o lateral esquerdo Leandro, que preencherá muito bem a vaga deixada por Júnior César. O ex-lateral do Palmeiras e do Cruzeiro aparece muito bem no ataque e não compromete na defesa (algo difícil, pois os bons laterais brasileiros atualmente são muito mais alas do que laterais, apoiando muito bem mas sem marcar com a mesma eficiência), faz bons cruzamentos e passa bem a bola. Se bobear, terá um desempenho melhor do que o de Júnior César este ano.

Substituir Thiago Silva é uma tarefa complicadíssima. No Brasil, talvez apenas Miranda seria um nome a altura, já que o Monstro já era zagueiro a nível de seleção. Com a saída do excelente jogador para o Milan, resta apostar as fichas em Edcarlos, reserva no ano passado; se não é o melhor nome, também não deve comprometer, pois não é ruim. Provavelmente formará uma zaga segura ao lado de Luis Alberto.

Além disso, o Fluminense fez outras contratações que não são de muito destaque mas que podem surpreender com o decorrer da temporada, como os zagueiros Xandão (ex-Guarani) e Cássio (ex-Avaí), o lateral direito Mariano, os meias Leandro Domingues e Jaílton (não é dos melhores, mas pelo menos é melhor do que Romeu e Ygor) e os atacantes Válber (ex-Avaí) e Roger (ex-Sport e São Paulo). Além disso, o time conseguiu manter o meia Conca, que foi muito bem no ano passado. O clube das Laranjeiras, sem fazer muito barulho, vai formando um bom elenco para esse ano. Só falta aproveitar melhor os jogadores da base que possui, coisa que o clube não vem fazendo muito bem ultimamente. Não adianta ter Xerém e uma excelente categoria de base e não aproveitá-la devidamente.

Foto: globoesporte.com

6 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

O Fluminense tá armando uma boa equipe e se a equipe se entrosar rápido,será a grande favorita ao campeonato carioca,já que o Flamengo não se reforçou e não tem grana pra isso, e Vasco e Botafogo estão com elencos muito modificados.

Arthur Virgílio disse...

O Fluminense contratou bem. Mas não conseguiu suprir, na minha opinião, as saídas de Arouca, Júnior Cesar e Thiago Silva. Penso que Diguinho e Leandro são inferiores a Arouca e Júnior Cesar.

Net Esportes disse...

espero que o Coração Valente não disperdice gols incríveis, porque quando jogou contra o seu atual clube balançava a rede, e terá balançar muitas vezes agora pra compensar !!!!!!!!!!

Breiller disse...

O Flu agora tem feito boas reposições mesmo, Leandro. Quanto ao Leandro Amaral, pelo menos nessa última temporada pelo Vasco, ele conseguiu perder gol atrás de gol embaixo da trave, sem goleiro. Tomara que, de ânimo renovado, ele possa sair dessa zica e voltar à boa fase. Sou fã do futebol dele e, num time sem muitas estrelas como este do Flu, acredito que possa render mais do que o Washington renderia.

Abraço!

Daniel Leite disse...

Um ponto interessantíssimo foi citado por você no final do artigo. Trata-se do péssimo uso que o Fluminense tem feito dos jogadores produzidos na própria casa. Negociá-los com clubes brasileiros, ou até mesmo com pequenas equipes de fora, por valores irrisórios ou, ainda, gratuitamente (aí já não é negócio, é perda pelo fim do contrato...) chega a ser patético.

Pelo menos, as peças que vêm para compor o novo elenco não são das piores. Diguinho e Leandro podem substituir Arouca e JC tranqüilamente. Assim como Leandro Amaral fará bem o papel de Washington. No entanto, tenho uma restrição em relação a algo que escreveu: o L.A. perdeu muitos gols incríveis em 2008, embora, aí concordo, Washington seja, ao lado de Kléber Pereira, campeão no quesito.

Até mais!

Loucos por F-1 disse...

Xará,

O Fluminense realizou boas contratações, mas acho que não muda muito em relação ao time do ano passado. No carioca vai dar Mengão na cabeça, o Tri é nosso.

Abraços!

Leandro Montianele