segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Carlos Alberto e Vasco: esse casamento pode dar certo?

O blog ficou um tempo parado, mas o mercado de transferências no Brasil continuou ativo. Entre as contratações de impacto anunciadas nos últimos dias, destaque para a ida quase certa de Carlos Alberto para o Vasco; o clube carioca espera apenas uma liberação do Werder Bremen para concretizar a negociação.

Carlos Alberto pode reclamar do que quiser, menos de que não recebeu chances no futebol. Isso porque mais um clube aposta suas fichas no jogador, que ultimamente vem se destacando mais por manchar seu currículo do que por mostrar um bom desempenho em campo.

Carlos Alberto brigando com Sanogo no Werder Bremen: talvez o único momento marcante do meia no clube alemão

Talento todos sabem que ele tem. Quem se lembra das partidas dele no Fluminense, logo que surgiu para o futebol, e no Porto, quando ajudou o clube português a conquistar a Liga dos Campeões e marcou até um gol na final contra o Monaco, sabe disso. O problema é que há muito tempo Carlos Alberto não mostra todo seu potencial. Para piorar, sempre está envolvido em confusões. Brigou com a diretoria do Porto para se transferir para o Corinthians, onde não obteve muito sucesso e amargou a reserva por um bom tempo. Ainda no Corinthians, discutiu feio com Leão logo após ser substituído. Pagou mico no Werder Bremen, tornando-se a transferência mais cara do clube mas jogando apenas duas partidas e sendo lembrado apenas por brigar feio com o atacante Sanogo num treinamento. No ano passado, tumultuou o ambiente do São Paulo após brigar com Fábio Santos e ser afastado. Para terminar, após voltar a ter certo destaque nos campos jogando pelo Botafogo, foi acusado de liderar um racha na equipe e de ter disputado uma pelada mesmo estando supostamente machucado enquanto o Botafogo jogava pela Sul-Americana. Com um currículo desses em tão pouco tempo (o meia tem apenas 24 anos), fica difícil prever melhorias no comportamento do jogador.

E é justamente por isso que sua contratação é um risco para o Vasco. Para um clube que tem como objetivo principal a promoção para a Série A, ter como líder e craque do time um jogador que ultimamente se destaca muito mais por estar envolvido em confusões do que por ter um bom desempenho em campo pode não ser uma boa idéia. Além disso, Carlos Alberto possui um salário muito alto (e que não condiz com o que vem mostrando nos campos, diga-se de passagem), o que pode dar uma dor de cabeça das grandes para os cofres vascaínos, principalmente se não render tudo o que se espera dele.

Se a negociação se concretizar, que Carlos Alberto finalmente agarre a chance de voltar a jogar bem. A mancha em seu currículo aumenta cada vez mais, e já está na hora de corresponder as expectativas depositadas nele; daqui a um tempo, se continuar decepcionando, poucos serão os que confiarão no seu potencial. E que o Vasco também tenha sorte nessa contratação: se o jogador mostrar um bom futebol, as chances de sucesso do time na Série B serão grandes; isso não quer dizer que o contrário ocorrerá caso o jogador não tenha sucesso, mas no mínimo a diretoria terá de aguentar uma enxurrada de críticas, pois não foram poucos os que torceram o nariz quando souberam da possível contratação do meia.

Foto: www.estadao.com.br

7 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

Léo Lima e Carlos Alberto pra comandar o Vasco na Série B? Sei não mas acho que eles estão tomando o caminho errado...

E vc já vi a camisa nova do Vasco? é a coisa mais feia que eu já vi!

Daniel Leite disse...

Todos os fatos que envolvem a contratação de Carlos Alberto passam pelo senso comum. Não há quem duvide de seu potencial, como escreveu. Não existe também alguém que ponha a mão no fogo por ele, levando em conta todas as lambanças que já fez na carreira. Comparando estes dois elementos e já imaginando a situação do Vasco, penso, ao contrário de muitos, que é positiva a contratação. Rumar a outra equipe da Série A, sob as mesmas circunstâncias de sempre, talvez fosse ruim para o patrão e para o empregado Carlos Alberto.

No entanto, abraçar um projeto de reconstrução, com um ótimo treinador no comando pode ser positivo para Vasco e Carlos Alberto. Ele tem a chance mais clara de virar o jogo, sendo que as confusões no Botafogo já aconteceram em menor escala. O Vasco, por sua vez, garante uma equipe competitiva e que tem tudo para dominar a Série B caso suas "estrelas" não escorreguem novamente. Léo Lima, no Palmeiras, até foi razoavelmente bem, de forma que não arrumou problemas sérios por lá.

Até mais!

speed.king.thrasher disse...

É.. pelo q vc disse se esse cara ñ toma cuidado pode se tornar mais uma daquelas eternas promessas q ñ vingam no esporte por falta de seriedade... triste.

Q ele aproveite essa outra chance no Vasco,pois se o Vasco fizer uma campanha do nivel do Corinthians nesse último ano ele pode se redimir.

Carlão Azul disse...

Eu vou ser sincero, tenho uma aversão enorme a jogadores indisciplinados. Não queria jogadores como Carlos Alberto e outros no meu time nem de graça.



Abraços e...

Saudações Celestes

SITE/BLOG
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense – Blog
CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Net Esportes disse...

Se vai dar certo lá ou não eu não sei, mas que foi uma tristeza ter passado pelo meu time .... isso foi !! tá loko !!!!!!

Leandrus disse...

Breves comentários:

Marcos Antônio, até que eu acredito que o Léo Lima tenha tomado jeito. Nunca mais o vi envolvido em confusões e até estava fazendo bonito no Palmeiras, e as coisas desandaram mais no 2º semestre por não apresentar um bom futebol mesmo.
Quanto a camisas feias, veja este site e depois você me fala o que acha: http://momentodofutebol.blogspot.com/2008/09/as-20-camisas-mais-feias-do-futebol.html

Daniel, por isso classifico a contratação de Carlos Alberto como um risco e não já como um desastre. Nesse processo de reconstrução do Vasco, o meia pode subir junto com a equipe e voltar a viver bons momentos em sua carreira. Mas se as coisas derem errado novamente, mais portas podem ser fechadas para o jogador e até arranjar algum clube que confie no seu futebol novamente...

Carlão, também não gosto de jogadores indisciplinados no meu time. Também não gostaria de ter Carlos Alberto no meu time. Em compensação, tenho que aguentar vários "esquentadinhos" jogando pelo meu time...

Ateh!

Breiller disse...

Com tantas manchas no currículo, é difícil acreditar que o Carlos Alberto ainda tenha alguma coisa a oferecer além de tumultuar o ambiente e romper contratos. Falta de coerência da diretoria do Vascom também. Começa contratando jogadores que ainda não explodiram, cheios de vontade de mostrar serviço e que não vão onerar os cofres do clube, e termina contratando um Carlos Alberto, medalhão, estrela demais, salário demais e fica por pouco tempo. Se não vingar, o Roberto que prepara o guarda-chuvas para as pedradas.