sábado, 13 de setembro de 2008

Comparações

No final da partida, Robinho realmente ficou chupando dedo...

O resultado final da tão aguardada estréia de Robinho, que começou o jogo contra o Chelsea como titular, no Manchester City foi parecido com o da sua estréia como titular no Real Madrid, em 2005. A diferença é que, naquela ocasião, seu time sofreu uma improvável derrota para o até então mediano Celta de Vigo por 3 a 2 em pleno Santiago Bernabeu, enquanto hoje sua equipe sofreu uma derrota até certo ponto esperada para o Chelsea por 3 a 1, também em casa.

A atuação de Robinho também seria bem parecida se o ex-jogador do Santos não tivesse marcado um gol hoje, que abriu o placar da partida, logo aos 11 minutos. Aliás, um gol improvável, já que marcou seu primeiro gol pelo novo clube através de uma cobrança de falta; não consigo me lembrar de outra ocasião em que o camisa 10 do Manchester City tenha feito tal coisa.

Em outros aspectos, Robinho praticamente seguiu o script de três anos atrás. Jogando centralizado, começou bem o jogo, com muita vontade e tentando aparecer para receber a bola e criar jogadas; não obteve sucesso em todas as suas tentativas, mas lutou bastante. Após o gol de empate do Chelsea, cinco minutos depois do gol do Manchester City, o ex-jogador do Real Madrid foi caindo de produção, principalmente porque seu time aparecia cada vez menos no ataque, já que começava a ser dominado pelo adversário.

No segundo tempo, com o total domínio do Chelsea e com uma participação muito maior de Shaun Wright-Phillips (que, em sua reestréia pelo primo pobre do Manchester United, jogou melhor do que em qualquer partida que disputou com a camisa do Chelsea), Robinho sumiu. Assim como a três anos atrás, contra o Celta. E aprendeu que nem sempre terá muito espaço para dar suas pedaladas ou tentar uma seqüência de dribles, pois, ao tentar encarar de maneira ousada a forte marcação inglesa, acabou desarmado. Com o tempo, terá de dosar sua ousadia com o estilo de jogo inglês; talvez esse seja o maior desafio do jogador na Inglaterra.

Embora tenha feito uma estréia mediana e tenha passado despercebido durante boa parte do segundo tempo, se não durante toda a etapa, não se sentiu intimidado em campo. Porém, ainda é cedo para saber se ele vai emplacar no time ou se vai repetir a irregularidade que marcou sua passagem pelo Real Madrid. Cabe somente a ele chutar as semelhanças negativas que o cercaram hoje para bem longe.

Foto: www.bbc.co.uk

4 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

é na Inglaterta não é só pedalar Robinho.Sei não,mas estou vendo no Robinho um Denílson melhorado,mas não tanto...

Vinicius Grissi disse...

No frigir dos ovos, foi uma boa estréia de Robinho. Mas deu para ver que a tarefa dele, e do City, não será nada fácil. O time carece de boas peças.

De fato, acho que foi o primeiro gol de falta de Robinho na carreira.

Leandrus disse...

Breves comentários:

Marcos Antônio, acho que o Robinho vai ser mais do que um Denílson; até já mostrou isso liderando o time na campanha do título da última Copa América (que não foi merecido, mas de qualquer maneira ele foi o melhor do time). Mas ele precisa ser mais regular mesmo, deixar a irregularidade e as pedaladas que não ajudam em nada de lado; caso contrário vão lembrar dele apenas como o "rei das pedaladas"...

Vinicius, quando eu vi que Robinho iria bater a falta, pensei: perdeu! Foi uma grande surpresa...

É, o Manchester City ainda precisa melhorar. Mas temos que lembrar que a maioria das contratações foram feitas quase na data limite de transferências. É um time que vai se entrosar no decorrer do campeonato, mas que, enquanto isso, vai sofrer. Mais ou menos o que aconteceu com o Tottenham ano passado.

Ateh!

GiglioF1 disse...

Leandrus,

Boas coberturas...Na F1 , um corrida muito boa , e sobre Robinho , acho que terá dificuldades na Inglaterra...Vamos ficar de olho...
Abraco!!!