sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Abandonar?

Fiquei surpreso com o apelo de Fábio Luciano na última quarta-feira. O zagueiro e capitão rubro-negro fez o seguinte pedido aos torcedores do clube: “Não nos abandonem. Quero pedir a paciência da torcida mais uma vez.”

Abandonar? Se há uma coisa que a torcida rubro-negra não fez esse ano foi abandonar o time. E tinha motivos de sobra para isso: afinal, não é qualquer torcedor que tem coragem de ir ao Maracanã dias após ver seu time ser pateticamente eliminado da Libertadores ao perder para o América-MEX em pleno Maracanã por 3 a 0. Isso para não falar que o time poderia perder até por 2 a 0, ou que os jogadores estavam num churrasco antes do jogo e nem um aquecimento apropriado fizeram, e por aí vai...

Como a mágoa pela eliminação na Libertadores ainda era recente, era muito difícil apoiar aqueles jogadores que haviam decepcionado cerca de 50 mil torcedores presentes no Maracanã naquele fatídico 7 de maio (ótimo público se levarmos em conta a ressaca financeira dos torcedores pelo título do Estadual e o pensamento de que a vaga estava quase garantida, já que a vantagem do Fla era bem confortável e o time mexicano vinha em péssima fase). Mesmo assim, 2 semanas depois do histórico vexame, no reencontro do time com a torcida, cerca de 30 mil pessoas estavam no estádio para assistir a vitória sofrida em cima do Internacional por 2 a 1. Isso mesmo, apenas mil pessoas a menos do que as que estiveram no Engenhão para assistir Brasil x Bolívia.

E o time continuou decepcionando a torcida. Perdeu por 4 a 2 para o São Paulo diante de 55 mil rubro-negros. Recuperou-se no Brasileirão, virou líder isolado, e, de repente, voltou a frustrar os torcedores: derrota para o Vitória diante de 41 mil pagantes, empate contra o Botafogo diante de 40 mil torcedores (a maioria do público era rubro-negro, já que apenas 20% dos ingressos foram destinados à torcida do Botafogo neste jogo), e derrota para o Cruzeiro também diante de 40 mil pessoas. 3 jogos disputados em casa, 9 pontos em jogo, apenas 1 conquistado

Ou seja: a torcida rubro-negra tem apoiado bastante seu time neste ano e vem sendo bem paciente. Nunca é demais lembrar que, já na partida citada contra o Cruzeiro, o Flamengo já não era mais o líder, após ter perdido uma confortável vantagem de 7 pontos de diferença para o segundo colocado. A torcida já estava bem irritada com o time, mas mesmo assim compareceu em bom número ao estádio.

O problema é que o time não corresponde. Ela não tem correspondido nos momentos em que a torcida mais comparece. E nem foquei no fato de a torcida do Flamengo ter sido maioria no Canindé no jogo contra a Portuguesa; tão menos no fato de 7 mil torcedores rubro-negros terem ido ao Morumbi assistir uma atuação apática do time.

É por esse aproveitamento ruim diante da sua torcida que não estou tão otimista em relação ao futuro do time no Campeonato Brasileiro. Neste ano, o Flamengo não tem aproveitado tão bem o fator casa como no ano passado. Como puderam ver, houve uma fase em que o time colecionou mais decepções do que pontos no campeonato.

A tabela para os jogos no Rio de Janeiro está bem balanceada: há confrontos difíceis (Botafogo, Palmeiras e Coritiba), medianos (Vasco, Goiás, e Sport) e relativamente fáceis (Ipatinga, Atlético-MG e Portuguesa). Baseado no desempenho da equipe até agora contra equipes mais fortes, não tenho certeza que o clube sairá vencedor nos confrontos mais difíceis. Pode conseguir? Pode. Mas se lembrarmos que, dos 5 confrontos disputados no Maracanã contra os times que estão a sua frente até agora, o Fla venceu apenas um, empatou outro e perdeu três...

A torcida ainda está decepcionada com o time, mas deve continuar comparecendo ao Maracanã, como tem feito durante todo o ano. Mais do que o que a torcida tem feito até agora, só mesmo entrando em campo, o que não é possível. Então, já chegou a hora do time corresponder em campo, certo?

Foto: banco.agenciaoglobo.com.br

7 comentários:

Marcelonso disse...

Leandrus,

Nosso time tem condições de buscar uma vaga na libertadores com toda certeza.Brigar pelo campeonato é um sonho distante.

Ontem escutei Caio Jr dizendo em estruturar um time para o próximo ano,algo a longo prazo.O grande problema é o formato do campeonato,deveriamos nos moldar ao formato europeu,começando num ano e terminando no seguinte,pois dessa forma evitariamos esse exodo durante o campeonato.

abraço

Carlão Azul disse...

Bacana o texto, concordo com o que disse, a torcida esteve sim ao lado do time nessa temporada, o tempo todo.

Agora é com os 11 em campo sim!

Abração amigo.

Saudações Celestes

SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense - Blog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Warley Morbeck disse...

Falta ao Flamengo um técnico de verdade.Caio Junior me faz sentir saudades do Ney Franco. Péssimo

Warley Morbeck
http://flamengoeternamente.blogspot.com/

Arthur Virgílio disse...

A torcida do Flamengo sempre correspondeu. Chegou o momento dos atletas rubro-negros fazerem suas partes.

Vinicius Grissi disse...

O pedido do Fábio Luciano realmente foi estranho. O Flamengo, de fato, não tem merecido a torcida que tem. E acho que ele percebeu isso.

GiglioF1 disse...

Leandro,

É que um jogador joga para um time as vezes apenas por uma temporada...já o torcedor , o é , por toda uma vida!!!
Abraco!!

Daniel Leite disse...

A seqüência do Flamengo me parece bastante favorável. Só não acho que a equipe tem chances reais de título simplesmente porque a qualidade das exibições não tem sido boa. Com a vitória sobre o Ipatinga, entretanto, a vaga à Libertadores é uma realidade. Marcelinho Paraíba pode auxiliar o clube neste objetivo.

Até mais!