domingo, 11 de maio de 2008

Para as mamães

Felipe Massa venceu pela 3º vez seguida o GP da Turquia e deu uma alegria a mais a todas as mães brasileiras pela segunda vez consecutiva (ano passado, venceu o GP da Espanha no Dia das Mães). Lewis Hamilton, que chegou a ultrapassar Massa após o primeiro pit stop, chegou em 2º, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen.

Massa fez uma boa largada e manteve a primeira posição, enquanto Hamilton ganhou a segunda posição de Kovalainen. O finlandês da Mclaren ainda foi levemente tocado por Raikkonen, o que foi ruim para ambos, já que o piloto da Ferrari perdeu posições para Kubica e Alonso e o piloto da Mclaren teve um pequeno furo em um dos pneus traseiros. Para completar as confusões na largada, Fisichella praticamente atropelou Nakajima (não era para ser o contrário?) e os 2 abandonaram a prova. É incrível como um piloto da Force India ou da Toro Rosso tem que estar envolvido em alguma confusão na largada, mas pelo menos dessa vez não foi o Vettel...

Devido a este acidente, o Safety Car entrou na pista. Justo no momento em que saía da pista, Kovalainen entrava nos boxes para trocar o pneu furado: este fato comprometeu totalmente a corrida do finlandês, que caiu para a última posição, a uma distância considerável do penúltimo colocado, Adrian Sutil. A má sorte de Raikkonen passou para seu compatriota da Mclaren esse ano: acidente na Espanha, limitador de velocidade na Austrália, e por aí vai...

Raikkonen não perdeu tempo no recomeço da corrida e logo ultrapassou Alonso sem a menor cerimônia. Enquanto isso, Hamilton surpreendentemente não deixava Massa abrir uma vantagem considerável, pressionando o brasileiro até o primeiro pit stop. O inglês fez uma parada mais rápida que a do brasileiro, mas não conquistou a posição deste. Porém, em poucas voltas o piloto da Mclaren, que vinha muito rápido, diminuiu a diferença que tinha para o piloto da Ferrari e o ultrapassou até com certa facilidade, abrindo boa vantagem logo em seguida.

Tenho certeza que nesse momento, enquanto todos estavam surpresos com a ótima performance de Hamilton, muitos brasileiros começaram a pensar: “Esse brasileiro é horrível!”, “Queremos um novo Senna!”, “Não há um brasileiro que me faça assistir F-1!”, “Nunca vou ver um brasileiro ser campeão!”, “Vou me suicidar!”, etc. Mas voltas depois Hamilton fez seu segundo pit stop, e então foi visível que o queridinho de Ron Dennis havia adotado a estratégia de 3 paradas; logo, estava andando muito rápido por estar com menos combustível em relação aos pilotos da Ferrari.

Restou a Massa manter o ritmo para não perder a primeira posição após o terceiro pit stop de Hamilton, coisa que realmente não aconteceu. Hamilton ainda foi ameaçado por Raikkonen no final da corrida, mas o piloto da Mclaren conseguiu manter a ótima 2º colocação. Completando a zona de pontuação, chegaram Kubica em 4º, Heidfeld em 5º, Alonso em 6º (o espanhol está conseguindo tirar coelho da cartola), Webber em 7º e Rosberg em 8º. Kovalainen foi durante bom tempo a atração da corrida, fazendo várias ultrapassagens em cima do pessoal do final do pelotão, mas o destino foi cruel com o finlandês e ele não abocanhou nem um pontinho sequer, já que terminou em 12º.

Os outros brasileiros também não tiveram muito destaque: Barrichello terminou em 14º, só sendo notado pelo recorde de 257 GPs disputados, enquanto Nelsinho Piquet ficou uma posição atrás: pelo menos protagonizou uma das mais belas imagens da corrida, ao fazer excelente ultrapassagem em cima de Button.

E antes que eu me esqueça: finalmente Vettel terminou uma corrida! Que alívio, hein...

5 comentários:

fergus disse...

Parabéns para o Rubinho, recordista!
E parabéns para o Massa, será ele o novo Senna??

abraço

Daniel Leite disse...

Legal demais a corrida de hoje. Marcou a ressurreição do Hamilton, com uma estratégia ousada. Trabalho perfeito do Felipe, burocrático do Raikkonen. Mas será preciso mais do que um revezamento de vitórias com o finlandês para o brasileiro brigar pelo campeonato. Se correr sempre assim, está no caminho certo.

Bem lembrado - aleluia, Vettel!

Até mais!

Felipe Maciel disse...

Terminou mas foi em último com aquele carro velho.
E o Coulthard não bateu em ninguém também. Mas também não pontuou, ao contrário do companheiro que vem recuperando a boa forma.

Acho que no que vem o Vettel assume o posto do escocês na Red Bull, vamos ver...

formula uno a lo camba disse...

Massa precissa correr de esse jeito e vai brigar por titulo, sim.

uma pena Kovalaien, podia ter sido uma grande corrida para ele

gostei do retorno de Hamilton, voltou com força, tecnica perfeita

Leandrus disse...

Breves comentários:

Daniel, corrida legal mesmo. Quanto ao Raikkonen, não tenho muito o que falar: acho ele muito rápido, mas tb muito burocrático, sem contar que odeio a frieza dele...

Felipe, dá um desconto pro Vettel: o cara não passava nem da primeira volta!
Quanto ao Coulthard, é aquilo que o pessoal já vem falando a um tempinho, como vc deve saber: tá chegando a hora de sair. O Ralf já se mandou, o Fisichella achou uma vaga que caiu do céu na Force India e até vendo fazendo um trabalho admirável, mas Barrichello e Coulthard só vem fazendo número ultimamente...

Luis, tb achei uma pena o que aconteceu com o Kovalainen, podia ter feito uma boa corrida e tirado o Raikkonen do pódio. O azar do Raikkonen passou pro piloto da Mclaren...

Ateh!