segunda-feira, 5 de maio de 2008

Pô, Mancini!

Durante boa parte dessa temporada que já está acabando, críticos e fãs de futebol de todo o mundo criticaram Carlo Ancelotti, técnico do Milan, pelos seus esquemas super defensivos, assim como pela opção por jogadores a beira da aposentadoria. Porém, o clássico de Milão de ontem mostrou que problemas com técnicos não é exclusividade dos “rossoneri”; Roberto Mancini, da Inter de Milão, também vem se mostrando um comandante de opções bastante discutíveis.
O jogo de ontem foi uma bela amostra disso. Afinal, o meio campo estava povoado de volantes: Cambiasso, Viera, Zanetti e Maniche. Óbvio que todos esses jogadores são bons. Mas as características dos jogadores são quase as mesmas: os 4 são jogadores que cumprem bem a função de ligar o meio campo ao ataque, mas não criam tão bem quanto um Stankovic, ou qualquer outro apoiador; só Mancini deve pensar que Maniche será o cérebro da equipe. E ao contrário de muitos times brasileiros, o time não tem tanta força assim nas laterais: Maicon é um bom lateral, mas prevalece mais pelo seu porte físico, enquanto Chivu não tem tantas características ofensivas.

O time joga na base do futebol feio, ou então nos chutões, como chegou no campo do Milan no jogo de ontem. E tem sorte de ter um atacante matador como Ibrahimovic: porém, quando ele não está em campo, o time sofre, porque nem sempre Crespo, Suazo e Julio Cruz dão conta do recado. Aliás, esse é outro ponto fraco de Mancini: Suazo é o único atacante rápido do time, e o italiano muitas vezes insiste em escalar um ataque lento com Ibrahimovic e Crespo/ Cruz, ou até mesmo o cúmulo de colocar Crespo e Cruz juntos, deixando o ataque mais lento que uma Minardi! Suazo demorou para pegar no tranco, mas já mostrou que tem totais condições de barrar os 2 argentinos.

E Mancini também nunca faz grandes alterações durante o jogo. Sempre troca 6 por meia dúzia, até mesmo porque nunca tem muitos jogadores ofensivos para colocar em campo, fruto de suas contratações típicas de futebol italiano: volantes, zagueiros e atacantes, se esquecendo que existe uma camisa 10 a ser preenchida...

E é por suas opções precipitadas e sua má relação com alguns dirigentes do time, que teimam em proteger seus jogadores “queridinhos”, que o time acabou perdendo uma tranqüilíssima vantagem de 11 pontos para a segunda colocada Roma (essa sim possui um ótimo técnico no cargo, Luciano Spaletti, que ressuscitou o time), que caiu para três nesse último domingo. A torcida já está impaciente, ainda revoltada com a eliminação precoce na UCL, competição aonde o time não faz boas participações a algum tempo. Se Mancini não abrir o olho nessas próximas 2 rodadas e deixar escapar o título que era quase certo a semanas atrás...

5 comentários:

Blog F1 Grand Prix disse...

Eu já estou tão acostumado com o Renato que nem esquento mais com esses retranqueiros. O cara me tira o Thiago Neves no último jogo para colocar o Maurício! Como diria o Gérson: é brincadeira!!

Grande abraço,

Gustavo Coelho

Vinicius Grissi disse...

O futebol italiano é o pior da Europa no momento. Não atoa, não conseguiu levar nenhum time às semifinais da Champions.

O Milan joga feio. A Inter joga feio. Só a Roma às vezes encanta.

O resto é baba.

SãoPauliNa-RP disse...

Olaa bom dia..
tudo belezinha ai contigo??

Topaz trocar links??

Eu particularmente odeio o Milan kkkk

Beijos
=D

Daniel Leite disse...

Não gosto do Mancini. Não fosse o colapso da Juve, na minha opinião, ele não teria levado nenhum título italiano. Mas a invenção que o mais contesto por parte dele é a efetivação de Chivu como um meia-esquerda (embora contra o Milan, tenha atuado na lateral). Chivu foi contratado por ser um ótimo zagueiro pela esquerda, com exibições muito boas pela Roma e pela Romênia. Não concordo também com a idolatria por Julio Cruz. Ibrahimovic e Suazo seria uma dupla melhor, com Crespo como opção imediada.

Até mais!

Leandrus disse...

Breves comentários:

Gustavo, até que enfim um tricolor concorda que o Renato Gaúcho é um retranqueiro! Também achei essa alteração que você citou um cumulo! Só que tem um problema: a retranca dele é tão bem armada que dá certo, assim como deu certo no jogo de ida da Libertadores...

Vinicius, realmente, só a Roma mostra um futebol que chega a encantar. Só falta um elenco melhor; por exemplo, opções para o ataque (só Vucinic e Totti não dá) e para as laterais, onde Spaletti sempre inventa alguma coisa. O meio campo, na minha opinião, é o melhor da Itália no momento.

Sãopaulina, realmente, o Milan ultimamente tem sido pavoroso e dá raiva...mas a Inter ainda supera, rs

Daniel, também acho que se a Juve não tivesse sido rebaixada a Inter estaria de mãos vazias ainda. Lembro que o Mancini estava sendo muito criticado na época (2006-07), mas depois, praticamente sem concorrencia, ganhou o scudetto facilmente e então todos pararam de criticá-lo. E essa do Chivu, realmente, é o cumulo, pior que colocar Maniche como camisa 10...

Ateh!