terça-feira, 22 de setembro de 2009

Nessa Andrade acertou


Depois de ver seu time caminhando para a parte de baixo da tabela, Andrade resolveu arriscar e mudar o esquema. E acertou.

4 jogos de invencibilidade. 10 pontos conquistados dos últimos 12 disputados. Nesse tempo, 9 gols marcados e nenhum sofrido. Números como esses fizeram com que o Flamengo pulasse para a 8ª posição do Brasileirão nas últimas rodadas e voltasse a sonhar com uma vaga no G4 – no momento, o clube carioca está a 5 pontos de tal zona.

Vários fatores contribuíram para que a paz e a esperança voltassem à Gávea: a contratação de Álvaro e Maldonado, a volta dos titulares contundidos, o grande momento vivido por Adriano e Petkovic e até mesmo o fato das últimas quatro partidas terem sido disputadas contra equipes que estão na parte de baixo da tabela. Porém, tão importante quanto isso foi a escolha de Andrade por um novo esquema.

Não foi mera coincidência que os últimos resultados positivos do Flamengo vieram ao mesmo tempo que o 4-4-2 foi implantado. O já mais que manjado 3-5-2 foi deixado de lado para a entrada de uma formação que vem dando resultados.

No esquema anterior, as principais jogadas ofensivas eram armadas pelos laterais, que subiam ao ataque praticamente sem se preocupar com a defesa. Para isso, a equipe sempre contava com 3 zagueiros e geralmente com 2 volantes. Tal ideia era muito boa se o jogo com os alas fluísse, mas não dava certo quando eram bem marcados. Quando isso acontecia, o time carecia de criatividade: como no meio campo havia muitos jogadores de características defensivas e sem tanta habilidade para levar o time para a frente, o ataque acabava prejudicado, pois não era devidamente municiado. E isso já vinha acontecendo com certa frequência ultimamente.

Agora, os ofensivos laterais Léo Moura e Everton se preocupam mais com a defesa e só sobem “na boa”, o que não quer dizer que abdicaram do ataque. A zaga, com um homem a menos, continua bem protegida por dois volantes de ofício. E Andrade depositou a responsabilidade de armar as jogadas no sérvio Petkovic – que vem dando conta do recado até o momento. Quando este está sobrecarregado, recebe a ajuda ou dos laterais ou do terceiro homem do meio campo: Zé Roberto, se o time estiver mais ofensivo, ou Fierro, se o técnico quiser um homem que se preocupe mais em ajudar Léo Moura e que tenha um mínimo de noção de como defender e como atacar.

Com isso, o time ganhou mais consistência, não deixou de ficar desprotegido na defesa e ainda possui um leque maior de opções no ataque. E ainda por cima abriu mão de um esquema que se tornava cada vez mais fácil de ser marcado: afinal, era só proteger as laterais que o Flamengo se via em dificuldades.

É justamente por isso que Andrade merece palmas. Deixou de lado o que os antigos treinadores do clube pensavam – que era quase impossível fazer o Fla jogar sem um esquema que priorizasse o jogo pelas pontas – e montou uma formação que está fazendo o Flamengo jogar bem. Claro que o esquema não é perfeito e ainda precisa ser testado mais vezes; mas já é um sopro de inovação depois da mesmice dos últimos tempos e que pode gerar bons frutos.

Foto: www.flamengo.com.br

12 comentários:

Saulo disse...

Andrade está indo muito bem está fazendo esses jogadores demonstrar mais futebol.

Marcelonso disse...

Leandrus,

Andrade vem fazendo um belo trabalho,ele tem o grupo nas mãos.

Espero que a diretoria saiba valoriza-lo.


abraço

Net Esportes disse...

ta de parabéns o Flamengo, principalmente vendo as situações dos outros times do RJ .......

Wilson Hebert disse...

Só espero que esse esquema também possa ter um efeito positivo no jogo contra o Inter lá no Beira-Rio, que será um verdadeiro teste pro Flamengo.

Admito que Andrade está bem e acertou na mudança de tática, mas tambem temos que reconhecer a dependencia em dois jogadores: Adriano e Petkovic...

Enfim, ainda acho muito complicado esse time se classificar para a Libertadores.

**FUTEBOL RECORDAÇÃO
São Paulo campeão brasileiro 1977
http://pitacosdobodaum.blogspot.com


Abração, Leandrus!

Bruno Santos disse...

Andrade vem surpreendendo, assim como a boa fase de Petkovic. Eu acompanhei a última passagem dele no Atlético Mineiro, ele mostrava a tradicional técnica, mas não aguentava jogar vários jogos seguidos. Em forma, faz diferença.

Vendo a homenagem ao Kléber. Jogador de futebol é meio otário mesmo. Uma grande ingenuidade do atacante. Como torcedor do Cruzeiro, não vejo nada de grave, desde que entre daqui a pouco e mate a pau no jogo. Resto é resto.

De Gennaro Motors disse...

fala ai amigo

é Fernando Gennaro ! tudo bem cara ???

Marcos Antônio Filho disse...

eu sempre acreditei que se o Andrade adquirisse mais experi~encia ele ia comandar o Flamengo. Em 2004 ele estava muito cru, e esse tempo todo como auxiliar o ajudou e muito. Pra mim é técnico pra ficar anos e anos no Flamengo.Ele será o Novo Carlinhos!rs

Vinicius Grissi disse...

Andrade realmente está surpreendendo e conseguindo levar muito bem o time do Flamengo. Os reforços, tanto do DM quanto de outros times, também foram fundamentais.

Ron Groo disse...

Andrade é um técnico que deu a sorte, em termos, de pegar um Flamengo com um bom elenco e em fase mediana.
Gosto dele, apesar de ser gago. hahaha

Felipão disse...

pelo que tem em m~~aos, o trabalho do andrade tem de ser ressaltado mesmo... e vc observou bem, dá gosto de ver o Petkovic com a responsa, jogando bem

Vinicius Grissi disse...

Como você disse no twitter. Acertou, mas pode errar de novo.

Leandrus disse...

Breves comentários:

- Primeiramente, como o Vinicius cantou a pedra, digo logo: escrevi um texto elogiando o Andrade por ter mudado o esquema e o rapaz me muda a formação para o jogo contra o Inter, voltando ao velho 3-5-2. Tá de brincadeira...

Wilson, realmente, o esquema se mostrou dependente de Adriano e Petkovic. Mas pelo menos para mim, ele mostra variações; ou seja, se estiver dificil para um dos dois, há chances de outros jogadores se aparecerem com mais destaque, como os laterais ou Zé Roberto. O jogo contra o Inter seria um ótimo teste, mas Andrade vai mudar o esquema...

E Libertadores ainda é dificil. A proxima sequencia de jogos é muito complicada. Mas se o Flamengo passar por ela sem sofrer muitos estragos, dá para sonhar com a competição continental sim.

Fernando Gennaro, vc é um que me adicionou no msn? Pô, tu só fica ocupado, cara, rs

Ron Groo, valeu pela visita! O problema do Andrade não é ser gago, é só uns probleminhas na dicção, rs