quinta-feira, 5 de março de 2009

Pontapé para a reação

Fred foi um ótimo reforço para o ataque do Fluminense, mas os outros setores da equipe, se não precisam de contratações, precisam mostrar melhorias em relação ao apresentado na TG

Não há dúvidas de que o Fluminense fez um ótimo negócio ao contratar o atacante Fred. É artilheiro nato, teve uma boa passagem no Lyon e poderia estar na Seleção se não tivesse sofrido tanto com contusões nos últimos tempos. Enfim, uma das melhores contratações brasileiras para essa temporada, se não a melhor. Porém, mais do que um reforço para seu time, sua aquisição pode e deve servir como o pontapé, uma motivação para a reação do Flu, clube que novamente decepcionou na Taça Guanabara: desde 2005 o clube das Laranjeiras é eliminado precocemente, sem ao menos chegar à final.

O Fluminense foi um time que, a exemplo do Flamengo, teve vários defeitos nos primeiros jogos da temporada. O setor em que Fred entrará, o ataque, sofreu com o mau desempenho de Leandro Amaral e Roger, os dois reforços que chegaram para a posição este ano. Os problemas só não foram mais graves porque Maicon, Everton Santos e Tartá geralmente corresponderam quando entraram em campo; porém, são atacantes mais leves e deixam o time sem referência alguma no ataque. A chegada do ex-Cruzeiro possibilitará a formação de um ataque em que um completa o outro, com Fred ao lado de um jogador mais veloz e habilidoso; isso se não apostarem em um mais goleador com Fred e Leandro Amaral juntos, o que também não seria uma má ideia: entretanto, só poderá ser posta em prática daqui a um mês, quando o ex-Vasco voltar de contusão.

Mas como o ataque não foi o único problema do Flu na TG, as mudanças neste setor precisam vir acompanhadas de mexidas em outras faixas do campo. No meio, o tricolor carioca possui ótimas opções: Thiago Neves, Conca e Diguinho poderiam ser titulares em diversas equipes do país, por exemplo. Porém, os três oscilaram demais durante a TG, resultando na barração dos dois últimos, pelo menos para o jogo de hoje, contra o Nacional-PB. É verdade que René tem boas peças que merecem ser testadas, como os Leandros Domingues e Bonfim. Porém, vou dar uma de chato (vou me contradizer, inclusive): concordo com a idéia de que quem não está jogando bem deve ir para o banco por uns jogos, mas no caso do Flu apostaria mesmo em um meio com Thiago Neves, Conca, Diguinho e Fabinho (que não vem comprometendo até agora). Seria um meio de muita qualidade (dois ótimos armadores, um volante que sai bem para o jogo e outro que protege bem a zaga) e com jogadores diferenciados; se não estão jogando bem, é bom lembrar que a Taça Rio é uma excelente oportunidade para entrosar estes jogadores para as próximas competições, mais importantes do que o Estadual.

Na defesa, as coisas são mais complicadas, principalmente no seu miolo. Como era de se esperar, o time está sentindo a falta de Thiago Silva; além de ser um excelente zagueiro, um dos melhores do país, dava maior segurança à zaga e até ajudava Luis Alberto a ter um melhor rendimento. Não acho Edcarlos um defensor ruim, mas obviamente não está a altura do “Monstro”. Talvez fosse hora de testar também outros que chegaram esse ano, como Xandão e Cássio, que atuou bem nas duas partidas em que entrou de titular. Além disso, os laterais não estão muito bem, tanto no ataque quanto na defesa. Destaque para Leandro, que ainda não se achou no time: o jogador não consegue utilizar o que tem de melhor, que é sua chegada no ataque que resulta em bons passes e cruzamentos para os companheiros. O técnico do Flu precisa encontrar uma melhor maneira de aproveitar o seu potencial, talvez dando maior liberdade a ele e colocando algum volante para proteger suas subidas; seus cruzamentos seriam um ótima arma ofensiva, já que poderiam ser bem aproveitados por Fred, bom cabeceador.

Mas é bom lembrar que, no meio de tantas mudanças e reações que precisam ser efetivadas, René Simões precisa cuidado. Parte da imprensa já especula sua saída do Flu, dizendo que inclusive já procuram um substituto para seu lugar. Não fez nada de muito importante esse ano para que tenha seu trabalho defendido, sobrevivendo pela ótima campanha que fez no Brasileirão ano passado. Se bobear, corre o risco de ver o time subir de produção nas mãos de outro treinador.

Foto: globoesporte.com

6 comentários:

Leandro Montianele disse...

O Fluminense fez uma ótima contratação, mas resta saber se irá vingar ou não com a camisa tricolete. Assim como o Flamengo, o Flu precisar acertar várias peças e se o Rene não fizer algo vai rodar rapidinho.

Abraços!

Daniel Leite disse...

É aquela velha frase... René roeu o osso e, agora, corre o risco de não ficar na hora do filé mignon. Apesar disso, acredito que a chegada de Fred, por si só, não resolve todos os problemas. Por demasiado desgaste ou mesmo em virtude do potencial, Mariano, Edcarlos e Fabinho não têm correspondido. Por isso, reforços defensivos parecem essenciais.

Sobre Fred, sua contratação foi algo ímpar. Afinal, é raríssimo ver um cara da qualidade dele, com 25 anos, voltar ao Brasil. Como já escrevi, realmente acredito que, por si só, não resolva todos os problemas. De toda maneira, é um baita reforço! Até para, conforme bem observou, aumentar o aproveitamento e o rendimento dos jovens atacantes.

Até mais!

GiglioF1 disse...

Leandro,

Obrigado pelo homenagem a minha saudosa Lusa!!!!!!
Mas eliminada pelo Icasa!!!...essa foi e doer...
Abraco!!

Paulo Maeda™ disse...

uma ótima contratação msm, mas será que Fred reviverá seus melhores dias? Não sei se o Fluminense dará a estrutura que ele precisa pra voltar a ser o craque de antes...

Vinicius Grissi disse...

Quando este ótimo time do Flu se acertar, com certeza vai ser difícil pará-lo. O complicado é saber quando isto vai acontecer e quem será o comandante responsável.

tati disse...

Mas o Fred precisava citar logo o gol de barriga do Renato!??? hahahaha

Bjihoss do Octeto

Tati