quarta-feira, 25 de março de 2009

Caindo pelas tabelas

Talvez a vida de intruso tenha acabado. O Aston Villa, que até a pouco tempo vinha aproveitando a sequência ruim de resultados do Arsenal para ficar na quarta posição da Premier League e já se aproximava de um Chelsea que cada vez mais caía de produção nas mãos de Scolari, inexplicavelmente perdeu rendimento e já se vê fora da zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões: no momento, está em quinto, três pontos atrás dos Gunners, e já vê o Everton, quatro pontos atrás, pelo retrovisor.

Se antes parecia cada vez mais difícil uma recuperação do time de Arsene Wenger, tendo em vista as más performances de sua equipe e a boa sequência de resultados do Aston Villa, parece que agora a situação se reverteu. O Arsenal recebeu um belo upgrade com a chegada de Arshavin e ganhou seus últimos 3 jogos, após uma incrível e inusitada série de 5 empates, sendo 4 deles sem gols; enquanto isso, o time de Martin O’Neill, após passar 13 partidas sem perder, não vence há 5, tendo perdido 4 , com direito a empate em casa contra o fraco Stoke City e goleada sofrida para o Liverpool por 5 a 0 fora de seus domínios.

Essa brusca queda mostra que o clube de Birmigham realmente estava no seu auge, ou seja, no melhor de sua forma, durante sua série de jogos invictos, aproveitando assim os tropeços do Chelsea e a os diversos problemas que dificultam a trajetória do Arsenal até então para conseguir uma excelente posição na tabela. Estando agora na reta final de campeonato, a equipe parece perder força, aquela chegada que muitas vezes falta aos times azarões nos campeonatos de pontos corridos. Um exemplo disso é o jovem atacante Gabriel Agbonlahor: o inglês, um dos principais jogadores do time junto com o meia Gareth Barry e o promissor Ashley Young, marcou 11 gols nessa temporada; porém, apenas dois desde metade de dezembro.

Se a equipe deseja se recuperar nessas últimas 8 rodadas e conquistar a tão sonhada vaga para a Liga dos Campeões, terá de suar muito a camisa: seus próximos jogos serão contra o mordido (ou abalado, se quiser) Manchester United em Old Trafford e Everton e West Ham em casa. Além desses confrontos difíceis, talvez precisará torcer por tropeços dos em boa fase Arsenal e Chelsea (que começou a se reerguer no campeonato justamente ao vencer o Aston Villa fora de casa e acabar com a série invicta deste). Como os dois clubes londrinos ainda disputam a UCL e então poderão se atrapalhar por estarem em duas competições importantes ao mesmo tempo, podem perder pontos importantes e dar um último alento ao time da terra do Black Sabbath. Mesmo assim, os comandados de O’Neill não podem perder tempo e devem melhorar o mais rápido possível antes que seja tarde demais.

5 comentários:

Daniel Leite disse...

Sinceramente, acho que já era...

O Aston Villa perdeu a oportunidade de abrir uma boa vantagem para o Arsenal, de maneira que, agora, quando os Gunners retomaram a boa forma - com Arshavin -, fica impossível equiparar as duas equipes.

Martin O'Neill tem pecado por não manter as características de velocidade da equipe. O Villa deu certo porque matava seus adversários com um 4-3-3 biônico, com Young, Milner e Agbonlahor à frente, todos municiados por Barry. Contra o L'pool, ele escalou o time no 4-4-2, sendo que Young e Milner perderam a liberdade de que usualmente desfrutam. E o pior de tudo foi ver Carew e Heskey no ataque, o que tornou o time lento, burocrático e previsível. Um desastre.

Até mais!

Thiago Madureira disse...

Fiquei impressionado com o desempenho pífio do Aston Vila frente o Líverpool.
Martin O'Neill retirou Agbonlahor do time, o único atacante do clube com um pouco mais de habilidade, para colocar o experiente atacante Heskey, assim, as ações se concentraram na jogada aérea e nada mais.
Também acho que já era.

Abraços...

Net Esportes disse...

Eu particularmente espero que não consigam, quero ver o Arsenal se dando melhor, principalmente na Champions..... e eu nem sabia que faltavam 8 rodadas ainda.... o Manchester United vai ter que correr muito para garantir outro título.

Vinicius Grissi disse...

Torço pelo Arsenal nessa briga. Mas o Aston Villa chegou a fazer alguns jogos muito interessantes nesta temporada.

Loucos por F-1 disse...

Xará, acredito que a normalidade voltou a tona. O Arsenal tem um elenco infinitamente melhor que o do Aston Vila e seria demais o time de O'Neill mater este bom rendimento durante todo o campeonato. Estou com a maioria, pra mim também já era.

Abraço!

Leandro Montianele