domingo, 8 de junho de 2008

Kubica's day

O GP do Canadá gosta de criar pódios com pilotos que normalmente não brigam pelas 3 primeiras posições: Boutsen, Patrese e de Cesaris em 89, Stefano Modena em 91, Alesi, Barrichello e Irvine em 95, e até Hamilton, Heidfeld e Wurz no ano passado. Esse ano não foi muito diferente: o pódio foi composto por Kubica, Heidfeld e Coulthard (esse nem sabia mais o que era ficar entre os 3 primeiros). Peraí: eu disse Kubica? Sim! Finalmente o polonês conquistou sua primeira vitória na F-1, justamente um ano depois de sofrer um grave acidente na mesma pista; de quebra, a BMW também venceu pela primeira vez, e ainda fez dobradinha, já que Heidfeld é da mesma escuderia.

Mas vamos à corrida. A largada não teve maiores confusões: Hamilton, Kubica e Raikkonen mantiveram suas posições iniciais, enquanto Alonso foi ultrapassado por Rosberg e teve que travar um duelo com Massa para ficar com a 5º posição. Mais atrás, Barrichello ganhou duas posições, pulando para 7º; porém, logo foi ultrapassado por Kovalainen, provando que os carros da Honda possuem graves deficiências nas retas, problema que seria evidenciado durante a corrida.

Na 14º volta, Adrian Sutil abandonou a corrida. Como o alemão parou justamente em lugar perigoso, o Safety Car entrou na pista. Hamilton, Kubica e Raikkonen, que já se distanciavam dos demais, aproveitaram a bandeira amarela para fazerem suas paradas, assim como a maioria dos pilotos. Aí aconteceu um dos momentos-chave da corrida.

Raikkonen e Kubica foram mais rápidos que Hamilton e ultrapassaram o inglês nos boxes. Como a luz dos boxes ainda estava vermelha, os dois pararam na saída do pit lane, já que os pilotos já tiveram tempo suficiente para assimilar esta regra e não repetir o erro de Massa e Fisichella na mesma pista no ano passado (os 2 foram desclassificados por não respeitarem a sinalização dos boxes). Hamilton, talvez nervoso por ter perdido posições nos boxes, não percebeu a luz vermelha; o inglês ainda tentou frear, mas acabou atingindo a traseira de Raikkonen. Os dois acabaram saindo da corrida, para desespero do inglês e fúria de finlandês, que, ao sair do carro, foi logo reclamar com Hamilton. A desculpa de que Raikkonen não deu a seta não deve ter funcionado, e o “queridinho de Ron Dennis” já foi punido com a perda de 10 posições para o grid do próximo GP.

Outros pilotos que se deram mal no pit stop foram Rosberg, que atingiu de leve Hamilton e acabou tendo seu bico danificado, e Massa, que teve problemas no seu reabastecimento e foi obrigado a voltar aos boxes, caindo para a última posição.

Quando a corrida finalmente foi reiniciada, todos puderam perceber que a classificação estava totalmente embolada. Alguns pilotos não fizeram suas paradas, e isso permitiu que Heidfeld, Barrichello, Nakajima, Webber, Coulthard, Glock e Trulli ocupavam as 7 primeiras posições. Dos que haviam feito seus pit stops, Kubica era o primeiro, na 10º posição.

Heidfeld se distanciou de Rubinho rapidamente; o alemão conseguiu uma distância tão confortável que, ao voltar do seu pit stop, estava exatamente na frente de Kubica. Porém, o alemão logo cedeu sua posição ao polonês, a pedido da BMW, para que Kubica não tivesse sua estratégia atrapalhada e pudesse andar o mais rápido possível.

Quando todos fizeram suas paradas, os 2 pilotos da BMW estavam nas primeiras posições, seguidos de perto por Alonso, que fazia excelente corrida. Enquanto isso, Nelsinho Piquet, para não perder o costume, rodou mais uma vez e abandonou a corrida, ao mesmo tempo que Felipe Massa vinha muito rápido e fazia várias ultrapassagens no pelotão de trás.

Logo após o abandono de Nelsinho, na 41º volta, Kubica começou a abrir ótima vantagem para Heidfeld. O alemão era muito pressionado por Alonso, mas o espanhol acabou batendo, sendo obrigado a abandonar a corrida. Kubica, já a uma distância confortável de seu companheiro de equipe, fez seu 2º pit stop e ainda voltou à frente de Heidfeld. Enquanto isso, Massa protagonizava uma das cenas mais belas da corrida: o brasileiro acabou achando uma brecha no momento em que Kovalainen ultrapassava Barrichello e ganhou a posição dos 2, pulando para 4º. Uma pena que o brasileiro da Ferrari foi obrigado a fazer seu 2º pit stop logo depois disso...

Mas nada estava perdido para o brasileiro. O brasileiro estava em 6º, quando Timo Glock, que estava na 4º posição, errou na frente de Trulli e Massa; o italiano foi obrigado a frear para evitar o toque com seu companheiro de equipe, e o piloto da Ferrari acabou conquistando a 5º posição de Trulli. Mui amigo esse tal de Glock...

E então só restou a Kubica cumprir seu papel e vencer pela primeira vez na categoria; o polonês teve um dia tão bom que assumiu a liderança do campeonato, ajudado pelos problemas dos pilotos da Ferrari e de Hamilton. Glock, Massa e Trulli mantiveram suas posições até o final, enquanto Barrichello, sofrendo com seu carro deficiente nas retas, conseguiu segurar Vettel e Kovalainen até o final, conquistando a 7º posição; no final foi um bom resultado, já que o brasileiro correu com a garganta inflamada.

Depois de uma corrida, tão boa, é brochante saber que o próximo GP é no chatíssimo circuito de Magny-Cours...

11 comentários:

F1 + disse...

Ótima corrida!!! Realmente, essa temporada ta finalmente nos trazendo mais emoção desde a época pré-schumacher!!

Parabéns pelo blog amigo!

Abraços,

Rodrigo Segura

Loucos por F-1 disse...

Grande corrida do Polonês Voador!!
Essa vitória foi espetacular e ainda colocou o Kubica na liderança do campeonato.

Hamilton fez a cagada do século na Fórmula 1 e ainda ajudou Massa e Kubica na briga pelo título mundial.

Abraços!

Leandro Montianele

Felipe Maciel disse...

Emfim, o Kubica venceu! E a BMW também. Com direito à dobradinha.

Foi uma corridaça, a melhor que vimos nesta temporada. O Massa correu muito também, aquela ultrapassagem no hairpin foi fantástica...

E o Hamilton hein... Pelo menos essa regra do safety car tá pra mudar já na próxima corrida, vão acabar com essa coisa de sinal vermelho. Já era hora mesmo.

F-1 A Lo Camba disse...

tomara e essa racha de boas corridas chegue a magny tours e a gente tenha mais diversão dia 21.
se não tiver, depois tem a stock car e ahi va ser boa

alguem por favor faca o favor de dizer ao Hamilton que ele nunca vai ganhar o campeonato e repetir isso sem importar os pontos que ele fizer. e sò ele tar na briga que estraga tudo com alguma barbeiragem inacreditavel. o que o moleque precissa e mesmo de psicologia inversa!!

SãoPauliNa-RP disse...

Oii tudo bem?
Bom eu assisti a corrida inteira heheheh, e não entendi até agora o que o Hamilton quiz fazer?

Sei lá, foi tão loko o q ele fez que parece que foi de proposito....vai entender, o jogou a vitoria dele pro espaço!

Parabéns ao Kubica, fez uma corrida ótima e o Massa nem se fala, torci muito por ele....na proxima quem sabe...

Beijosss

Blog F1 Grand Prix disse...

Já estava na hora do Kubica, não é mesmo? Fiquei muito feliz com a vitória dele. Vale destacar também as ótimas corridas do Massa e do Rubinho. Enquanto isso, o Nelsinho continua dando sopa para o azar...

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Daniel Leite disse...

Acompanhei a corrida, foi fantástica e imprevisível. Confesso que por um instante achei que o Barrichello tinha chances de vitória, rs. Mas foi boa a participação do brasileiro. O Hamilton, entretanto, foi um desastre. Campeonato totalmente embolado, e coisas boas por vir. Exceto pelo GP da França...

Até mais!

João Paulo disse...

Ótimo post sobre a corrida. Ficou bem melhor que aquele resuminho que a Globo coloca durante o Fantástico, ahaha. Pena que eu não vi a corrida, pq pelo jeito, acabou sendo uma das melhores da temporada. Corrida cheia de zebras e de cagadas. Que mais Grandes Prêmios como esse venham por aí.

João Paulo

Leandrus disse...

Comentários:

OBS: Comentando sobre o tópico de sábado, fui ver a corrida somente às 7 horas da noite; enquanto muitos já xingavam o Hamilton e outros comemoravam a vitória do Kubica, eu ainda estava ligando o dvd para começar a ver a corrida...

F1+, valeu pela visita e pelo elogio! É coincidência, mas a saída de Schumacher trouxe mais emoção para a F-1, rs

Leandro, já descobri pelo blog do Octecto que você vibrou tanto quanto eu com a vitória do Kubica! E realmente, que burrada do Hamilton, jogou preciosos pontos no lixo. Por sorte (ou foi de propósito?) Raikkonen também perdeu pontos que poderiam ser muito úteis...

Felipe, sabe que eu estava começando a gostar dessa regra da luz vermelha? Confesso que ontem fiquei tenso na hora do pit stop, tentando adivinhar quem faria a besteira de ignorar a luz vermelha; só não esperava que o Hamilton fosse fazer aquilo...

Luis, acho improvável uma corrida legal na França sem a ajuda da chuva. E quanto ao Hamilton, talvez essa sua idéia seja uma boa opção, rs

Sãopaulina, o que o Hamilton quis fazer? Se candidatar a sucessor de Nigel Mansell! Está fazendo besteiras do mesmo tipo que o "Leão" costumava fazer...

Gustavo, é incrível! Eu estava comentando que o Nelsinho não havia rodado e tinha tudo para ganhar uns pontos e....pronto! Lá estava ele atravessado na pista! Vamos ver o rendimento dele nas pistas que ele já correu...

Daniel, eu sabia que o Rubinho não iria segurar a primeira posição. E infelizmente, lá está o GP da França para atrapalhar a emoção dos torcedores...

João Paulo, valeu pela visita! E o GP do Canadá é assim mesmo: imprevisível. Por isso é uma pista que não pode sair de maneira alguma do calendário...

Ateh!

Breiller disse...

O Hamilton é um brincalhão. Até minha irmã de quatro anos sabe que sinal vermelho significa "parar".

Já o Kubica (a pronúncia Kubitza é muito bacana) se mostra um piloto mais prudente, e frio, quase um Raikkonen. Com um carrinho mais potente na mão, o conterrãneo do saudoso João Paulo tem muito pódio pra comemorar.

Blog F1 Trulli disse...

vlw, lembrou do meu blog (o único d Trull) uhauhahauaha
+ até hj Glock se justifica pela "meleca" q fez no final

+ a corrida foi muito boa, melhor do ano, Nelsinho ñ tinha como ñ bater no Canadá e esse vai ser difícil encontrar um cadidato a "altura" d Nelsinho (novo Ide) huahauahuahua

Barrica: garganta inflamada!
pra variar + uma das desculpas, d Rubinho.

nessa Hamilton já vai pra França pra marcar o máx. d pontos possíveis, pq vencer sem chances

abraços
Até +