segunda-feira, 2 de junho de 2008

Com a cara de Caio Júnior

Ficou um certo desapontamento no ar entre os torcedores do Flamengo após a magra vitória por 1 a 0 em cima do time reserva do Fluminense, após cobrança de pênalti de Leo Moura, aos 42 minutos do 2º tempo. A fortíssima retranca armada por Renato Gaúcho certamente dificultou as ações do time rubro-negro no ataque (o que não me surpreendeu, porque Renato sempre montou ótimos esquemas defensivos), mas o time da Gávea se mostrou um pouco perdido em campo, não tendo a atuação que todos esperavam.
É necessário lembrar que o time vem ganhando a cara de Caio Jr; já é visível algumas mudanças em relação ao esquema e às peças usadas pelo ex-técnico Joel Santana. Logo, é natural que alguns defeitos sejam identificados nos primeiros jogos. Relato aqui alguns deles:

- Ao invés de deixar Cristian ou Jaílton jogando como um 3º zagueiro, Caio Jr. prefere escalar Toró protegendo Fábio Luciano e Ronaldo Angelim. Por um lado, é uma boa opção pela raça sempre mostrada pelo jogador; por outro, é ruim, porque ele comete muitas faltas. Como a maioria deles são feitas próximo à grande área, o time sofre sérios riscos de tomar um gol de falta, como quase aconteceu logo nos primeiros minutos do jogo de ontem, em cobrança de Dodô. Cristian talvez fosse o mais indicado para a posição, até porque este se enrolou muito na hora de sair jogando, função talvez mais apropriada a Toró.

- Falando em defesa, as laterais estão totalmente desprotegidas. Juan continua subindo muito ao ataque, mas não há ninguém para cobrir aquela faixa do campo; isso não acontece com Leo Moura porque o lateral direito não vem arriscando tantas subidas ao ataque ultimamente. Como o lateral esquerdo demora uma eternidade para voltar para a defesa, a maioria das jogadas do time adversário concentra-se por aquele lado. Isso já aconteceu no jogo contra o Internacional e voltou a ocorrer ontem; quando o Fla encontrar um time que aproveite bem os espaços deixados naquele lado...

- As jogadas pelo lado direito não estão saindo. Porém, isso não está acontecendo somente porque Leo Moura está mais preso a defesa, e sim porque Tardelli ou Marcinho precisam ocupar melhor aquela faixa. Em vários momentos do primeiro tempo havia um vazio naquele local; se os 2 não jogassem tão próximos a Souza e abrissem mais o jogo, jogando pelas laterais, o time teria mais opções de jogadas.

Quanto ao resto, o time vai bem. As atuações apagadas de Marcinho, Jônatas e Tardelli ontem foram mais por apatia dos próprios jogadores. Caio Jr já vem acertando em alguns pontos: já percebeu que Jaílton não pode continuar como titular e que Maxi é uma ótima opção para o banco. Se o Fla conseguir resultados positivos em casa nos próximos 2 jogos (contra Figueirense e São Paulo), não tiver uma campanha tão irregular fora de casa, e acertar o esquema aos poucos, certamente surgirá um grande candidato ao título do Brasileirão.

5 comentários:

Breiller disse...

Confesso que desconfiava do que o Caio Jr. poderia fazer no Flamengo. Porém, ele vem surpreendendo. Soube dominar o abatimento da equipe após a eliminação na Libertadores e converter isso em motivação extra para a conquista do Brasileiro.

Com a liderança do Caio, no banco, a firmeza do Fábio Luciano, lá atrás, e a estrela de Obina (aí já é piadinha), concordo que o Fla é candidato ao título.

Vinicius Grissi disse...

Se foi 1 a 0 só, metade da responsabilidade é do Fernando Henrique que pegou demais.

SãoPauliNa-RP disse...

Eu não gosto do Caio não rs..

mas sei lá, nem falo minha opnião kkkkkk

Deixa eu falar sabe o post abaixo q vc fez sobre a seleção, tú tem aquele foto no tamanho maior pra me passar???

Beijosss

Daniel Leite disse...

Ele começou muito bem no Flamengo, é inegável. Que ele é bom treinador, também creio que seja consenso. Mas eu, deixando o Jornalismo de lado e falando como palmeirense, sempre desconfio de Caio Jr. Acredito que falte a ele um maior domínio do grupo. Foi um pouco de frouxidão no comando que que determinou a não-classificação do Palmeiras à Libertadores. Mas taticamente ele sabe das coisas. É notório como o Flamengo tem jogado corretamente, com a manutenção de muitos preceitos de Joel Santana e a troca de algum deles, como a destituição de Jaílton do time titular.

Até mais!

Leandrus disse...

Breves comentários:

Breiller, também temi pela chegada de Caio Jr, ainda mais segurando o pepino da eliminação da Libertadores. Mas ele está se saindo muito bem mesmo. Estou achando louvável a idéia dele conversar com cada jogador particularmente, assim como a de passar confiança aos que mal ficavam no banco com Joel.

Vinicius, FH foi muito bem mesmo; mas o Fla também foi incompetente no ataque, além de ter feito um sonolento primeiro tempo. Sem contar a bola que Marcinho chutou na trave após passar pelo goleiro do Flu logo nos primeiros minutos do primeiro tempo, quando poderia ter tocado para Tardelli, que estava livre na área.

Sãopaulina, acho que sei pq você não gosta do Caio Jr, rs. Quanto a foto, não tenho maior não; a que eu coloquei está do mesmo tamanho da que eu peguei no site da CBF (ops, rs)

Daniel, acho que é natural desconfiarmos de técnicos que ainda não provaram muita coisa no futebol brasileiro. Caio Jr, por exemplo, mal conquistou títulos em sua curta carreira. Quanto à falta de domínio que você citou, creio que ele só conquistará isso com o tempo; e quanto a não classificação para a Libertadores, acho que a ausência de Valdivia no time titular foi fundamental para isso.

Ateh!