domingo, 15 de junho de 2008

A grata surpresa

Vem do grupo da morte a grata surpresa da Eurocopa. Mostrando um belo futebol, a Holanda esmagou seus adversários e já garantiu sua vaga para a próxima fase, goleando as “fracas” seleções da Itália e da França por 3 x 0 e 4 x 1, respectivamente.

Tudo bem que Itália e França sentem a falta de um líder dentro de campo (no caso da Itália, fora também, porque talvez Donadoni deve ser tão contestado quanto Dunga é) e precisam passar por uma séria renovação. Mas a Holanda não vinha nada bem nos últimos anos; precoce eliminação na Copa da Alemanha, um técnico criticado no cargo e sua briga com alguns jogadores importantes como Van Bommel e Seedorf, levando-os a pedir dispensa.

Mas tudo tem funcionado nessa Eurocopa. O ataque está sendo destruidor: Kuyt vem mostrando o bom futebol da sua última temporada no Liverpool, Sneijder, que misturou boas e más atuações pelo Real Madrid, tornando-se uma incógnita para esse campeonato, também vem jogando bem e Robben está jogando o futebol que chamou a atenção de Chelsea e, posteriormente, Real Madrid. Com isso, o matador Van Nistelrooy até vem sendo de certa forma ofuscado. E opções no banco não faltam, até porque Van Persie já mostrou que pode ganhar uma vaga no time titular tranqüilamente.

Nesse cenário, até a zaga surpreendentemente vem jogando bem, já que não há nenhum zagueiro que possa ser considerado unanimidade: Boulahrouz, Mathijsen e Ooijer estão longe disso. Porém, Van Basten ainda precisa acertar alguns detalhes da sua defesa: a França só não marcou o segundo gol no último jogo pela incompetência de seus jogadores. Pelo menos, já conseguiu montar uma esquema defensivo que não é alvo de duras críticas sem esquecer do ataque, como alguns técnicos gostam de fazer...

E por último, os contra ataques mortais. As jogadas têm sido tão bem feitas que a seleção holandesa vem propiciando os mais belos momentos da Eurocopa nos contra ataques. Os gols de Van Persie e Sneijder contra a França exemplificam isso.

A Holanda pode até não ganhar a Eurocopa, mas já impressionou a todos. Tenho certeza que muitos já estão torcendo pelos comandados de Van Basten; os mesmos que ainda não se contentam com a celebração do anti-futebol na última edição do torneio, quando uma extremamente defensiva Grécia conquistou o título e o já esquecido Zagorakis foi eleito o melhor jogador da competição (?!).

E entre esses, me incluo.

8 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Sem dúvidas a grande surpresa desta Euro é a Holanda. Com um equema 4-3-3 a equipe tem jogado um belo futebol ofensivo e com contra ataques velozes. Já está entre as favoritas ao título sem dúvidas.

A grande decepão sem dúvidas é a Itália. Os desfalques realmente fazem falta, mas poderia ter feito melhor que fez até agora. A Itália que sempre foi conhecida pelo seu forte sistema defensivo tem feito vergonha neste setor. É triste ver a Azzurra desta forma após ganhar uma copa do mundo.

Abraços!

Leandro Montianele

Vinicius Grissi disse...

A Holanda joga o melhor futebol da Euro, mas não é uma surpresa tão grande assim. O time vinha crescendo durante as eliminatórias, e a forma de jogar sempre foi impressionante. É um ótimo time, que encaixou. Falta ser campeão agora, para gravar o nome em definitivo na história.

carlos pizzatto disse...

Aposto minhas poucas fichas na Holanda.

Daniel Leite disse...

Realmente, que equipe fantástica!

A defesa, como bem observou, tem deficiências. Entretanto, de van der Vaart para frente, um espetáculo armado por van Basten. Sneijder, Real Madrid, jogando demais; Kuyt trabalhando pelo time, marcando por toda a ponta direita, e ainda marcando gols e dando assistências (uma espécie de Carlinhos Bala holandês); van Nistelrooy garantindo gols; o próprio van der Vaart pensando o jogo; e ainda sobram Huntelaar, Robben e van Persie. Os dois últimos, aliás, foram bem demais contra a França.

Até mais!

Carlão Azul disse...

E a Holanda continua mesmo como favorita.

Cara todo mundo ta sem tempo, esquenta não.



Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense - BLog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Leandrus disse...

Breves comentários:

Leandro, embora realmente seja uma das decepções da Eurocopa até agora, não estou tão surpreso com a performance da Itália. Um técnico sem experiência (não tão ruim quanto Dunga, é verdade), um elenco envelhecido e a falta de jogadores com maior capacidade ofensiva têm pesado bastante, e isso não é de hoje.

Vinicius, é verdade; talvez seja um exagero enfatizar tanto que a Holanda é uma surpresa. Mas talvez muitos a qualificam assim (incluo-me nessa) pelos sonoros resultados contra Itália e França: se não são times fáceis de serem batidos, quanto mais de serem goleados.

Carlos, brigado pela visita! Ainda não chego a apostar as fichas na Holanda: a Eurocopa é uma competição meio traiçoeira, e pelo fato de ser muito curta talvez seja mais traiçoeira que a Copa do Mundo. Mas que os comandados de Van Basten até agora são favoritos, isso é.

Daniel, é isso aí: de van der Vaart para a frente, a seleção holandesa é um espetáculo. Resta saber se será assim até o final da Eurocopa.

Carlão, no primeiro jogo a Espanha me deu a impressão de que também seria favorita ao título junto com a Holanda. Porém, o jogo contra a Suécia esfriou minha animação quanto a eles, embora ainda ache o meio campo espanhol um dos melhores do mundo.

Ateh!

Blog F1 Grand Prix disse...

A Eurocopa vai chegando à metade, e muita gente já imagina uma final entre Portugal e Holanda. Seria espetacular, ainda mais depois daquele jogo das oitavas na Copa de 2006.

Também gostei muito da Espanha, mas a Fúria costuma amarelar na hora da decisão. Vai vencer os três jogos da primeira fase e perder da Itália nas quartas...

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Anônimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!