quinta-feira, 19 de junho de 2008

Criatividade - onde encontrá-la?

Dessa vez a culpa não foi do Gilberto Silva, nem do Mineiro, muito menos do Josué. Falta de vontade? Graças a Deus, dessa vez passou longe. Mas a mesma falta de criatividade predominante no jogo de domingo pairou sobre a Seleção Brasileira no jogo contra a nossa maior rival, a Argentina. O resultado? Um chocho 0 a 0.

E sabe o que é pior? Não há perspectiva nenhuma de melhora nesse aspecto. Robinho ainda é irregular na seleção, assim como no Real Madrid: vive de lampejos, o que não é suficiente para quem é considerado o principal jogador da seleção atual. Diego não consegue reeditar as boas atuações que o levaram a ser considerado um dos craques do Campeonato Alemão; é ainda mais dependente de lampejos do que Robinho, o que é pouco para quem é responsável pela ligação do meio campo com o ataque. Júlio Baptista é raçudo, usa bem o corpo, mas convenhamos, não é o jogador mais adequado para armar jogadas: pode ser na Europa, mas não aqui no Brasil.

Se os jogadores do meio campo não ajudam, então vamos recorrer aos nossos laterais; afinal, os laterais brasileiros são tão ofensivos que, quando chegam na Europa, viram meias ofensivos. Mas os laterais de Dunga não são assim: Gilberto é bem discreto no apoio, enquanto Maicon está em má fase há muito tempo; suas pífias tentativas de cruzamentos para Adriano mostraram isso.

Então, chegamos a conclusão de que, se não há jogadores criativos na seleção, Dunga será obrigado a convocar outros jogadores, de preferência apoiadores. Mas quem? Afinal, o melhor apoiador do Campeonato Brasileiro é um chileno; todas as nossas revelações da posição acabam indo para Ucrânias e Rússias da vida, sumindo do mapa e desaprendendo a jogar futebol (Jádson, ex-Atlético-PR é um exemplo); e outros jogadores em que depositávamos nossas esperanças estão em má fase ou vivem contundidos (por exemplo, Alex do Inter, Renato Augusto, Thiago Neves). Outra opção seria ressuscitar Alex, do Fenerbahce. Mas, do Campeonato Turco, Dunga só vê os jogos do Besiktas...

Então chegamos à seguinte conclusão: somos dependentes de Ronaldinho Gaúcho e Kaká. Afinal, são jogadores de classe mundial, de qualidade ofensiva indiscutível, que podem decidir um jogo a qualquer momento; inclusive, já mostraram isso no passado. Já foram castigados pelo descaso da Copa da Alemanha? Creio que sim. Não passam pela melhor fase? Não, não mesmo. Mas recordar é viver: em 2002, Ronaldo vinha totalmente desacreditado, após sérias contusões no joelho. Felipão passou confiança ao jogador, enquanto toda a imprensa e torcida brasileira imploravam por Romário, e o final da história todos nós sabemos. Precisamos recuperar os nossos craques: eles precisam da seleção, como trampolim para recuperação, e nós também precisamos deles.

Mas enquanto isso não acontece, a gente espera, né...

7 comentários:

Bernardo Lima disse...

acho que n precisa ter mt criatividade pra tirar o Dunga e pôr um treinador de verdade, um estilo Paulo Autuori era uma boa...
do mais, não assisto mais jogos do Brasil...

Abraço aê!

Vinicius Grissi disse...

Leonardo Moura, Júnior César, Lucas, Anderson, Kaká, Ronaldinho, Thiago Neves...os craques estão aí. Nunca vão faltar no futebol brasileiro. Só falta termos um técnico de verdade.

O Marcação Cerrada está escalando a "Seleção do Povo". Participe lá.

Daniel Leite disse...

Não quero falar sobre o jogo, visto que tudo o que ocorreu era bastante previsível.

Somente falo sobre a sua afirmação: "Mas, do Campeonato Turco, Dunga só vê os jogos do Besiktas...". Perfeitamente! Você descobriu o mistério. Ele já convocou o Bobô, e jamais notou Alex. Aliás, o que há entre a CBF e o Alex?

Jogador que sabe o que faz com a bola tem de jogar, se não houver outros. E parece ser (é) o caso.

Ótimas palavras as suas!

Até mais!

Breiller disse...

Esperar é a palavra, Leandro. Eu, pelos mais de 15 anos (lúcidos) que acompanho futebol e Seleção Brasileira, sempre tive vários lapsos do tipo: "ah, parei de torcer pro Brasil!". Fato é que nosso futebol é arte. E sua arte maior é justamente dar a volta por cima quando menos se espera.

Sempre fico irritado quando xingam um técnico (qualquer técnico) de burro, quando gritam aos quatro ventos que tal jogador é pipoqueiro, é mercenário. Porque quando o Brasil vai lá, vira o jogo e é campeão, os mesmos que ofenderam vão endeusar, como se nada tivesse acontecido. Felipão, que todos querem ver na Seleção hoje em dia, já foi "burro". Como tantos outros... O torcedor brasileiro, como sempre, quer ganhar, claro. Mas deixa de lado o bom senso, aquilo que deveria nos acompanhar em todos os lugares, inclusive dentro de um campo de futebol.

Ah, e o Alex é um bom nome mesmo...

Loucos por F-1 disse...

É xará, tá complicado demais. Não estou aguentando isso.

Essa seleção brasileira me decepciona mais, mais e mais. É uma falta de criatividade impressionante. O Diego é só jogador de clube, ainda não conseguiu render na seleção. Os volantes são péssimos. Gilberto Silva não está jogando no Arsenal e o Mineiro é um simples reserva na Alemanha. Os laterais são os piores, não saber apoiar e quando vão cruzar sai aquela coisa horrível que todos nós vimos.

Mesmo Ronaldinho tendo pipocado na Copa e ter sido alvo de todos nós, defendo a volta dele para a seleção mesmo sem jogar em nenhum clube. Uma estrela não pode acabar assim e o melhor lugar para ele voltar a brilhar é na seleção. Defendo tmb a volta do fenomeno quando ele estiver 100%. Nada melhor que o maior artilheiros em copas para alavancar a seleção novamente. A identidade dele com a amarelinha é muito grande.

Minha paciência com o Dunga já esgotou, não mais o que será de nós com este técnico.

Escrevi demais...hehehe

Abraços!

Leandro Montianele

Blog F1 Trulli disse...

E ae
olha ñ da pra acretitar na Holanda... vinha com uma ótima defesa, um esquema tático muito bom e de repente... kd?
o time perdido em campo, a defesa muito fraca (contrário do q vinha mostrando) e sem falar no meio d campo q nem teve...

frustante esse resultado da Holanda, q tinha grandes chances d levar essa Euro
abração

Até +

Leandrus disse...

Breves comentários:

Bernardo, vlw pela visita! Quanto a criatividade, é verdade, não precisa de criatividade nenhuma para tirar o Dunga. Autuori? Confesso que sempre o achei meio frouxo, coisa que a seleção não precisa no momento...

Vinicius, calma aê, Junior César não é craque, rs. Bom, boas opções, mas alguns estão em má fase, enquanto outros (como Leo Moura), precisam de um esquema pronto para cobrir suas subidas excessivas ao ataque. Para isso a gente precisa de treino; então, só com outro técnico mesmo.

Daniel, também não sei pq Alex é tão desprezado pela CBF. Quando ele estava na sua fase sonolenta, tudo bem. Mas agora ele é um jogador bem mais maduro, muito melhor do que algumas opções de Dunga...

Breiller, conheço bem essa frase: eu mesmo já a disse algumas vezes, rs. Fato é que a seleção brasileira AINDA é algo com a qual nós, amantes do futebol, ainda nos preocupamos.
Também me irrita essa facilidade do brasileiro de mudar de opinião facilmente: uma hora o jogador está nos céus, outro no inferno. Inclusive, acho que isso atrapalhou muito a seleção no jogo contra a Argentina: tudo bem, estávamos jogando mal e estamos doidos para ver Dunga fora da seleção. Mas o que o time precisava naquele momento era de apoio da torcida, algo que inflamasse os jogadores; porém, todos preferiram vaiar, deixando todos nervosos: aí que a vaca foi pro brejo mesmo...

Leandro, a minha paciência também já acabou, rs. Agora tb defendo a volta de Ronaldinho Gaúcho, mas não a de Ronaldo: prefiro esperar para ver como ele irá voltar dessa contusão. Até porque temos Pato, Adriano e Luis Fabiano, jogadores que podem substituí-lo no momento.

F1 Trulli, também estou decepcionado com a Holanda; realmente, é dificil de acreditar...

Ateh!