domingo, 17 de maio de 2009

E agora, Newcastle?

Jogadores do Newcastle desolados após a derrota ontem para o Fulham, em pleno St James Park; agora, os Magpies vão depender de outros resultados para evitarem o rebaixamento

Quem não acompanha o futebol inglês com muita frequência até pensa que foi erro da digitação. Quem se lembra dos bons tempos vividos nos anos 90 pensa que é brincadeira de mal gosto. Porém, não é mentira: o Newcastle está muito próximo de cair para o campeonato equivalente à Segundona, que na Inglaterra é chamada de Championship.

Clube muito lembrado por ter sido aquele em que o ídolo dos Magpies Alan Shearer brilhou durante boa parte de sua carreira (mais exatamente entre 1996 e 2006), o time da terra dos Dire Straits já vem de duas campanhas bem irregulares, recheada de tropeços em casa. Porém, a atual, cheia de problemas, vem se superando em todos os aspectos.

O Newcastle já começou a temporada com turbulências internas: Mike Ashley tentou vender o clube, mas desistiu depois de não achar nenhum comprador. Os resultados talvez até tenham piorado em relação às temporadas anteriores: o time passou a maior parte do tempo perto da ou na zona dos desesperados. E para piorar, o qualidade da equipe titular não condiz com o elenco que o clube possui. Por mais que esteja cheio de jogadores que não estão mais no auge de suas formas ou que estão desmotivados, não se pode perdoar os maus resultados de uma equipe que pode contar com a eterna promessa Michael Owen, o afobado mas esforçado Obafemi Martins, o lutador Jonás Gutierrez e outros que já viveram tempos melhores mas ainda são bons nomes como Alan Smith, Damien Duff e Steven Taylor.

Desde que Alan Shearer resolveu aceitar o convite para treinar a equipe mesmo sem qualquer experiência no cargo (para muitos, prova de desespero), os Magpies conquistaram míseros 5 dos 21 pontos que estiveram em jogo. Além de ocasionar numa péssima temporada, tal performance definitivamente jogou o time para a zona de rebaixamento, de onde não conseguem mais sair. Para se ter uma idéia, a única vitória foi conquistada em casa em cima do Middlesbrough, outro com grandes chances de cair e que também mal consegue vencer uma partida.

Depois da trágica derrota por 1 a 0 para o Fulham em casa e do empate do Hull City com o Bolton em 1 a 1, o Newcastle se encontra na zona de rebaixamento antes da última rodada e não depende só de si: um ponto atrás dos comandados de Phil Brown, o primeiro fora da zona menos querida pelos times, será relegado à divisão inferior caso perca para o Aston Villa fora de casa. Se empatar, deverá torcer por uma derrota dos Tigers para o Manchester United (que deverá jogar com os reservas e juniores, em razão da final da UCL dias depois) em casa. Se ganhar, poderá até mesmo torcer por duas derrotas do Sunderland (que possui um jogo a ser disputado amanhã, fora de casa contra o Portsmouth).

O time terá que fazer prevalecer a força do seu elenco para pelo menos fazer sua parte na “decisão” da próxima semana. A tarefa contra o Aston Villa talvez não seja das mais difíceis, pois já estão classificados para a Copa da UEFA e não possuem maiores pretensões. Porém, as atuações dos Magpies ultimamente vem sendo tão ruins que é difícil esperar que acordem somente na última rodada. Pode ser um castigo nada merecido principalmente para uma torcida que é conhecida como uma das mais apaixonadas pelo seu time de coração na Premier League.

OBS: Segunda a noite eu volto a visitar os blogs amigos. Aos poucos volto a minha rotina por aqui...

8 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

Po o Newcastle desse jeito? que vergonhoso, eles ainda tmeo Caçapa na zaga? isso pode ser um grande fator pra eles estarem assim...hehehe

Mas realmente Owen é promessa até hoje, infelizmente

Marcel Jabbour disse...

Ahhh o Owen, eterna promessa. Posso estar falando besteira, mas talvez o Shearer tenha sido mais jogador que ele...

Abração!

diletra.blogspot.com

Daniel Leite disse...

Está aí um time cuja queda é incompreensível. O rombo financeiro explica os problemas do Leeds. Mas o Newcastle é um clube rico, tem um ótimo estádio e, como você bem observou, contrata jogadores de bom nível.

Só não concordo com a afirmação de que Owen é uma eterna promessa. É claro, não foi (e muito menos é) aquilo que poderia ser. Mas, em 2001, foi o melhor jogador do mundo (melhor até mesmo do que o Figo - confio mais na France Football). Foram finais históricas pelo Liverpool (sobretudo a da FA Cup) e três gols contra a Alemanha, em Munique. Seu erro foi ir para o Real Madrid em 2004, quando ainda era um dos melhores.

Ele caiu com seu joelho. As sucessivas contusões acabaram com a carreira de Owen, tirando-lhe uma de suas características mais letais: a velocidade. Ele foi uma grande realidade. Mas já deixou de ser promessa por ser impossível que retome os bons tempos. Tem algumas propostas aí, ou meras especulações: Genoa, Celtic, Everton...

De toda forma, eu estou alinhado ao texto e acho difícil que o Newcastle evite o desastre. Até porque depende de resultados negativos de Hull ou Sunderland. Manchester United e Chelsea, respectivos adversários, devem poupar equipes e oxigênio para as finais que disputarão. E o Newcastle, da forma como está, pode ter problemas diante do Aston Villa, que ainda pode terminar na quinta colocação.

Até mais!

Rafael Rocha disse...

Bem, como eu não manjo muito de futebol, eu só tenho a dizer algo: RONALDO!

Wilson Hebert disse...

Relamente a campanha do Newcastle não condiz com o elenco que tem.

Mesmo que não seja um time de ponta, também não é (ou não deveria ser) um dos piores.

Mas o rojão lá ta forte e a queda parece algo inevitável.

Abração, Leandrus!

Thiago Madureira disse...

Assino em baixo da sua análise.
O mais arrepiante é que em nenhum momento a torcida abandonou o time.
A contratação de Sheare foi equivocada, de ambas as partes. Da direção, por contratar um técnico sem experiência num momento complicadíssimo, e do próprio Alan, que pode arranhar sua imagem de grande ídolo e jogar sua carreira de treinador no lixo.

Vinicius Grissi disse...

De fato, é estranha a temporada ruim do Newcastle, principalmente porque o time não é tão ruim assim. Mas vai entender o futebol...

Se cair mesmo, e deve cair, bons nomes vão pintar no mercado.

Leandrus disse...

Breves comentários:

Marcos Antonio, Caçapa ainda está sim no Newcastle, mas praticamente não joga; não disputou nem 10 partidas na temporada inteira.

Daniel, lendo o que você falou, talvez eu tenha exagerado um pouco ao caracterizar Owen como uma eterna promessa. Mas, embora tenha tido uma fase realmente muito boa no Liverpool, não conseguiu estourar como seu início de carreira deu a entender que estouraria. Foi cada vez mais caindo de rendimento, está a todo momento no departamento médico e não consegue mais brilhar; para quem tinha tudo para se tornar um dos melhores do mundo, é muito pouco o que está fazendo agora. Sem contar que tb não conseguiu tantas conquistas, fora algumas super concentradas em 2001. Por isso me referi, embora exageradamente, a ele dessa maneira.
E eu até acredito que o Hull vá tropeçar diante do Man Utd. O problema é que acho que o Newcastle tb vai diante do Aston Villa...

Thiago, o próprio presidente do Newcastle reconheceu que a contratação de Shearer foi mais pela mística do que pela crença de que o ex-atacante faria um bom trabalho. E acredito que o Alan só aceitou o cargo pela paixão pelo clube, já que em outras situações já havia recusado a mesma proposta.

Ateh!