sábado, 21 de fevereiro de 2009

Quer ir? Então depois não reclama...

E mais um brasileiro entende que chegou a hora de se transferir para o exterior. O meia Alex acertou sua saída do Internacional para o clube russo Spartak Moscou, pelo preço de 5 milhões de euros.

A notícia não foi tão surpreendente, já que há algum tempo pipocam boatos de transferência do jogador para fora do Brasil. Uma pena para o futebol brasileiro, que perde um de seus melhores jogadores em atividade no país; mas talvez seja algo ainda pior para o meia.

Tudo bem que jogadores precisam de desafios, logo nem cito que ficando no Inter seria titular com extrema facilidade. Mas partir para o quase escondido futebol russo, justo no momento em que passava a ser convocado por Dunga para a seleção brasileira, pode ser fatal para suas pretensões de continuar sendo convocado para vestir a amarelinha; assim sendo, em questão de visibilidade era mais vantajoso continuar no clube gaúcho. Além disso, Alex não está indo para um clube que disputa UCL, e sim para um que perdeu espaço recentemente para o Zenit e que terminou a última edição do campeonato local na modesta oitava posição.

O agora ex-meia do Inter certamente tinha futebol para conseguir algo melhor. Sendo uma das estrelas do futebol brasileiro, poderia conseguir uma vaguinha em um clube mais decente, como um espanhol, italiano ou inglês, ou seja, um que disputasse um dos principais campeonatos nacionais do mundo. Sem contar que, além da questão da visibilidade, terá de encarar rigoroso frio russo, motivo de muita reclamação dos brasileiros, até mesmo para voltar para o país natal. Tomara que ele tenha se lembrado disso...

O jogador diz que o Spartak Moscou “tem um projeto com interesses grandiosos”. Tomara que tenha mesmo, e que o clube logo dispute títulos nacionais e apareça em competições européias. Se quiser ganhar seu dinheiro sossegado, até que não é um lugar ruim. Caso contrário, se quiser continuar na seleção, talvez tenha que contar com a boa vontade de Dunga para assistir o “excelente” campeonato russo...

Alex tem que saber dos riscos que está correndo, até porque eles são bem visíveis. Portanto, se ficar escondido no frio russo, nem comece a choramingar implorando para voltar para o Brasil; e pior, ganhando o mesmo que recebe no exterior e quebrando ainda mais os clubes brasileiros...

9 comentários:

Iro. disse...

Lembro de uma entrevista do Alex no Arena Sportv logo depois do título da copa Sul-Americana, ele dizia: " Se for para ir a um clube que não dispute os maiores campeonatos do mundo, prefiro ficar no Inter que é sempre candidato as competições que disputa".
Ele utilizou, exatamente, a filosofia contrária.
Óbvio que ofereceram um caminhão de dinheiro para convence-lo a entrar nessa gelada, infelizmente, o dinheiro sempre fala mais alto.
Tomara que volte logo, acredito que voltará.
Em termos de seleção, com toda certeza, será esquecido.

Alex Alvarez disse...

Economicamente, ele ganha muito, mas perde no que se refere ao futebol, nas chances de disputar grandes títulos, e pode dizer adeus à seleção. Acho que ele fez uma grande burrada, também levando em conta o clima de Moscou. Enfim, ele é macaco, então não estou muito preocupado. ;)

Thiago Madureira disse...

Caro Leandro,
É impressionante como muitos dos atletas (de chuteira) brasileiros não estão nem aí com o futuro profissional, e sim com o reforço bancário.
Eles preferem ir para os lugares mais longínquos possível, por exemplo, Rússia, Emirados Árabes e Uzbequistão em vez de jogar em clubes com visibilidade mundial e com tradição centenária; caso do Inter.

André Augusto disse...

Vai pra ganhar dinheiro e perder uma chance concreta na Seleção, por exemplo. Escolhas...

GiglioF1 disse...

Leandro,

É uma tendencia ,e a grana move montanhas...agora ir viver na Russia meu chapa , é de doer!!

Abraco!!

Vinícius Barros disse...

Leandro, convido você a visitar meu blogue recém criado: 'Times Históricos'

http://timacos.blogspot.com/

A idéia é de escrever sobre desde a Holanda de 74, o Brasil de 94 até o Real Madrid de 2002, por exemplo, além é claro, sobre jogadores como Euśebio, Bobby Moore, Jairzinho e Zico. Pretendo escrever 1 artigo por dia.

Abraços!

Leandrus disse...

Breves comentários (pessoal, foi mal! Embora não tenha viajado no carnaval, usei esses dias para organizar algumas (muitas) coisas e dei um tempinho no blog. Mas já voltei a programação normal, rs)

Iro, mais um motivo para criticar Alex então. Depois dessa, me leva a crer que o fato de começar a ser substituído no Inter também pesou para que saísse logo do Brasil. Uma pena...

Alex, pra mim ir para a Rússia já é motivo de entrar numa fria (sem trocadilhos). Agora, macaco? Explica que não entendi, rs

Thiago, valeu pela visita! Eu também não entendo porque sair do país natal para ganhar milhões no meio do nada. Não sei se é pela minha origem humilde, que me faria muito satisfeito ganhando 50 mil todo o mês num clube brasileiro (salário que Elder Granja recusou ao ser contactado pelo Santos)...só pode ser...

André, na minha opinião, Alex, embora seja um ótimo jogador, está em desvantagem em relação a outros jogadores da sua posição. Ficando no Brasil, teria mais chances de conseguir uma vaga na Seleção por estar mais em evidência. Tomara que o Dunga assista o Campeonato Russo...

Giglio, ressuscitou! hehehe

Ateh!

Paulo Maeda™ disse...

eh pessoal mas não se esqueçam q os jogadores não vão continuar jogando depois q chegarem perto dos 35 anos... eles tem q fazer o pé de meia deles, isso é irreversível gente.... mas o Alex vai msm pra um lugar não mto visto. Mas podemos lembrar q o Vagner Love volta e meia é convocado e que o Jô saiu de lá e foi para o Manchester City, o pessoal da Europa está de olho no futebol asiático..

Leandrus disse...

Pô Paulo, jogador no Brasil não ganha tão pouco assim né. Tem gente que ganha quase 100 mil brincando. Será que não dá pra fazer o pé de meia por aqui mesmo?

Não vejo tanta visibilidade assim no futebol da Rússia ou da Ucrânia. Se você for ver, os jogadores que usaram esses países como trampolim para chegar em clubes do centro europeu foram Jô e Elano; esses são os que lembro de cara, mas não sai muito desses aí não. O normal mesmo é o jogador continuar nesses países ou então implorar para voltar para o Brasil.

Quanto a ser convocado, fato é que tem jogadores que são mesmo chamados vez ou outra, mas a tendência é sumir das listas. Ir para o centro europeu ou continuar no Brasil é a melhor opção. E o Alex poderia ter esperado mais um pouco, pois poderia conseguir uma vaga jogando nesse centro tão desejado.