segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Equipe arrumada x equipe desarrumada

Enquanto Leandro Guerreiro foi muito bem na defesa, Obina foi muito mal no ataque, muitas vezes saindo da área e deixando seu time sem referência alguma

No segundo clássico carioca do ano, Botafogo e Flamengo empataram em 1 a 1, graças ao gol salvador de Josiel aos 47 do segundo tempo. Infelizmente, a exemplo da partida da semana passada entre Fluminense e Vasco, não foi um grande espetáculo, mas também não foi dos piores.

Extremamente bem postado em campo, o Botafogo aproveitou as falhas do Flamengo enquanto o jogo estava 0 a 0 e se fechou muito bem após abrir o placar. Talvez tenha recuado demais no segundo tempo, mas é verdade que mesmo assim a equipe, que não é muito habilidosa mas sim muito determinada, esteve bem arrumada em campo e ajudou a deixar o ataque rubro-negro ainda mais ineficiente.

Aliás, o Botafogo só não ganhou o jogo porque não conseguiu aproveitar nenhum dos contra ataques criados, principalmente no segundo tempo, quando a equipe de Cuca partiu desordenadamente para o ataque. A história do jogo poderia ser totalmente diferente se o time não tivesse finalizado tão mal; talvez o placar fosse até elástico, algo como 3 a 0. Porém, a torcida não precisa se preocupar tanto: afinal, Victor Simões, para felicidade dos rubro-negros, não atuou ontem. Ele, que vem sendo o melhor do time até o momento, certamente não perderia algumas das chances perdidas ontem, assim como Maicosuel.

Quanto ao Flamengo...é, o time pode ter tido a melhor campanha da TG, mas ainda precisa melhorar e muito. Esteve perdido em campo até o placar ser aberto pelo adversário e foi desesperadamente ao ataque tentando o gol de empate, deixando diversas brechas no sistema defensivo. Lento e sem conseguir furar a retranca do Botafogo, a coisa mais fácil do mundo era ver diversos jogadores fora de posição. O Fla só empatou porque jogou o tempo todo no abafa e no final foi premiado pela insistência nessa jogada; e é bom lembrar que também foi beneficiado pelo recuo exagerado e pelo já citado mau desempenho nas finalizações do rival.

E os problemas não param por aí. Léo Moura mostrou que realmente começou muito mal a temporada: o lateral direito...ops! Lateral direito não, meia, porque o jogador sempre carregou a bola para o meio do campo e, ao tocar para um companheiro, por lá ficou. Zé Roberto também carregou demais a bola, se movimentou pouco e deu a impressão de que era o 12º jogador do Botafogo em campo. Tiago Salles foi uma avenida, principalmente no primeiro tempo, e se continuar assim vai fazer a torcida sentir muitas saudades de Ronaldo Angelim. Ainda mais se Willians não atuar tão bem como vinha atuando antes da partida de ontem.

Mas é impossível falar deste jogo sem citar o pênalti perdido por Obina. Aliás, desde quando o atacante cobra pênalti, ainda mais num time que tem Léo Moura, Ibson e Bruno, todos bons batedores? O desperdício da cobrança só serviu para ser extremamente vaiado durante os minutos que continuou em campo e para coroar sua péssima atuação, em que se destacou por querer sair da área para ajudar seus companheiros (muito inocente esse rapaz...). Futebol também é momento, e atualmente Josiel é titular com sobras: já marcou três vezes e está confiante e numa fase muito melhor do que a do camisa 18, que, desgastado, talvez tenha que ficar um tempo fora até mesmo do banco.

A partida acabou mostrando que o Botafogo talvez seja o time mais bem arrumado dos 4 grandes, enquanto o Flamengo briga com o Flu pelo título de mais desarrumado. Nas semifinais isso pode ser fatal, porque o Fla ainda possui problemas em todos os setores e pode não encontrar os gols salvadores que tem feito no final das partidas; já os comandados de Ney Franco estão em situação mais tranquila, porque os desfalques de ontem não devem perder tantas chances de marcar como os reservas fizeram.

Foto: www.lancenet.com.br

4 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Desde o início venho defendendo o time montado pelo Botafogo e o ótimo trabalho do Ney Franco. Mais uma prova veio ontem.

Quanto ao Flamengo, tem um bom time, mas ainda precisa se acertar. Os problemas financeiros vem sim prejudicando a equipe. E mais uma vez, falta um "homem-gol" que pode ser Josiel. Tem ido bem nas últimas oportunidades.

Marcos Antônio Filho disse...

O time não se acertava com o Caio Jr. e agora é o Cuca.Quando Flamengo vai ter um ´tecnico de verdade?
E o Botafogo poderia ter ganho fácil fácil,não ganhou pq cansou de perder gols e quem não faz, leva.

Marcel Jabbour disse...

Sabe aqula história, de que tem coisas que só acontecem com o Botafogo?

Gosto dois técnicos. São melhores do que Geninhos, Espinozas, Nelsinhos e outras coisas que temos por aí.

Leandro, valeu pelo comentário sobre os clássicos! Deu uma bela ideia pro próximo Papo Dilouco!

Abraços

diletra.blogspot.com

Loucos por F-1 disse...

Xará, esse time está desorganizado demais. Essa melhor campanha é a mais enganadora que já vi. O Cuca não consegue armar uma equipe eficiente e compacta na defesa, meio e ataque. Desse jeito vai ficar complicado para levarmos o Tri. Quem empatou aquele jogo foi a camisa do Mengão que tem um peso enorme nestes momentos.

Que venha o Resende (time da minha cidade...hahahhaha)

Abraços!

Leandro Montianele