terça-feira, 28 de julho de 2009

Saudades? Mais ou menos...


Pelo menos em campo, Emerson e Adriano não deixam o torcedor sentir saudade alguma de Obina

Quase 6 meses sem marcar um mísero gol e 2 pênaltis perdidos foram suficientes para acabar com o casamento da torcida do Flamengo com o antigo xodó Obina. Em má fase e justamente criticado, o atacante foi emprestado ao Palmeiras. A mudança de ares não poderia ter um efeito melhor: novamente motivado e com 8 gols no Brasileirão, é um dos vice-artilheiros do campeonato.

O Flamengo poderia estar arrependido no momento. Afinal, depois de falhar ao tentar colocar o atacante em forma, é inevitável um sentimento de inveja ao ver o atacante se destacando em outro clube. Porém, não há tantos motivos para reclamar: primeiro, como foi dito, Obina necessitava dessa mudança de ares para ver se reencontrava seu bom futebol.

E segundo, porque, neste momento, o ataque está longe de ser o problema do time carioca. Adriano e Emerson estão se entendendo tão bem no ataque rubro-negro que ambos não deixam ninguém sentir saudades do Eto’o brasileiro cada vez que ele marca mais um gol pelo Palmeiras: o Imperador também já marcou 8 vezes, enquanto o Sheik da Gávea já marcou 6. Dos 20 gols marcados pelo Fla até agora, nada menos do que 14 foram feitos pelos dois, o que é uma marca expressiva.

E os dois atacantes vêm completando um ao outro em campo. Adriano dispensa comentários: devido ao seu físico, protege a bola como poucos no futebol brasileiro, surpreende em suas arrancadas e finaliza muito bem. Enquanto isso, Emerson vem superando as expectativas demonstrando muita vontade em campo, dando velocidade ao time e sem se esconder para o jogo. Os gols de ambos vêm sendo decisivos: Adriano marcou marcou três vezes contra o Inter e fez gols importantíssimos contra Atlético-PR e Santos, enquanto Emerson salvou a equipe de derrotas para Botafogo e Barueri, além de quase ter dado ao time a classificação para as semifinais da Copa do Brasil.

De principal problema da equipe - teve um desempenho pífio no Carioca - , o ataque virou o setor de destaque do Flamengo. O ótimo desempenho dos dois atuais atacantes faz com que ninguém sinta muita saudade de Obina em campo; e esse sentimento pode continuar se Dênis Marques, que estreará daqui a alguns dias, também corresponder quando tiver sua chance.

Além disso, é bom lembrar que Obina não é um atacante muito confiável. Sem querer cornetar, mas é verdade: sua passagem no Flamengo mostra que ele é um jogador de altos e baixos, que pode ter uma fase em que marca muitos gols (como foi sob comando de Ney Franco) ou pode viver uma verdadeira “seca” dos mesmos (como neste ano ou em partes de 2007 e 2008). Os camisas 10 e 11 do Fla são muito mais confiáveis e constantes do que o “Anjo Negro”, que ainda luta contra o estigma de ter um “prazo de validade”.

Não renegue seu passado, rubro-negro. Você gostava dessa época...

Porém, não há como negar que Obina faz falta no quesito folclore. O baiano obviamente tinha e tem suas limitações, mas seu carisma, sua simplicidade e sua combinação de lances bizarros com gols decisivos criaram uma divertida mística principalmente nas arquibancadas que poucas vezes foi e será vista na história do clube. Nesse aspecto, não há gols de Adriano e Emerson que superem o mito criado em torno do atual camisa 9 do Palmeiras.

Mas como não se pode ter tudo...

Foto: 1ª - www.lancenet.com.br/ 2ª - desciclo.pedia.ws

8 comentários:

Paulo Maeda™ disse...

"O baiano obviamente tinha e tem suas limitações, mas seu carisma, sua simplicidade e sua combinação de lances bizarros com gols decisivos criaram uma divertida mística principalmente nas arquibancadas que poucas vezes foi e será vista na história do clube."

Leandrus, neste trecho vc resumiu tudo. Um cara que marca 3 gols (tudo bem, no 1º ele fez falta, mas se o cara do apito não falou nada...) e ainda dá uma furada bisonha no jogo rs. Esse é o folclore do Obina (melhor que Eto'o??? num sei... eu sou corinthiano kkkkk)

Thiago Madureira disse...

Obina era um jogador muito útil quando ele era apenas mais um no elenco, principalmente quando vinha do banco. Mas no começo do ano, Cuca o efetivou como titular e a responsabilidade de ser o matador do Flamengo, o camisa 9, pesou sobre suas costas.

ABRAÇOS...

Marcos Antônio Filho disse...

Eu gosto de ve ro sucesso doObina ele é um cara extremamente simples e um personagem folclórico do futebol. Eu imagino o Palm,eiras querendo comprar o passe dele dá uma grnaa pro Flamengo e depois disso começar a seca de gols!rs

Felipe Maciel disse...

O Obina é um dos caras mais instáveis que já vi.

E agora vai ter gente do lado de lá idolatrando o cidadão, pra depois ele fazer feio e ser criticado.

O Flamengo ao menos soube tratar dessa forma, um folclore, que era bom tanto para a torcida quanto para o jogador. Vamos esperar pra ver se o Palmeiras vai tratar do mesmo jeito.

Vinicius Grissi disse...

Obina precisava sair e não há porque chorar por ele agora. O ataque do Flamengo funciona bem sem o jogador, e se ele estivesse aqui até hoje, da forma como estava, a torcida já tinha perdido de vez a paciência.

GiglioF1 disse...

Leandrus,

A criatividdae continua a mesma!!!!!!!!!!!!!!!!

abraço!!

Net Esportes disse...

O Obina melhorou muito, já estão chamando ele de Obinômeno !!!! kkkkk .... mas tb acho que o Flamengo tendo Adriano não deve sentir falta mesmo ..... o Emerson nem sabia que tava tão bem tb, sempre que coloco ele no Cartola ele não faz nada !!!!!!!!!!!!

Saulo disse...

O Obina não é nenhum craque, mas é um bom jogador e tá fazendo bonito no Palmeiras.
A torcida do Flamengo pegou muito no pé dele.