quinta-feira, 23 de julho de 2009

Assim Ney Franco entra na beira do caos


Tantas falhas no final das partidas deixam o pacato Ney Franco na beira do caos, numa piração total. E até o ajuda a se irritar com a arbitragem, como fez após o jogo contra o Flamengo, o que não costuma(va) fazer

O Botafogo começa a se recuperar no Campeonato Brasileiro: o time carioca não perde há quatro jogos. É verdade que em três ocasiões a equipe saiu de campo apenas com o empate, mas já está de bom tamanho saber que o time que iniciou o mês como lanterna não perde há um bom tempo e se prepara para deixar a zona de rebaixamento.

Por outro lado, o alvinegro carioca poderia estar numa situação mais tranquila. Na verdade, bem mais tranquila. Isso porque chega a ser impressionante como o time desperdiça chances de conseguir mais pontos e subir na tabela, principalmente ao falhar já no final das partidas. Algo que faz o torcedor mais comedido afirmar: “tem coisas que só acontecem com o Botafogo”.

Por exemplo: se o Botafogo conquistou 6 pontos dos últimos 12 disputados, poderia ter conquistado 10. Na primeira partida dessa série de 4 invictas, contra o Atlético-MG (1 x 1), Alessandro poderia ter calado 48 mil atleticanos se não perdesse uma oportunidade incrível após contra-ataque no último minuto. No jogo contra o Flamengo (2 x 2), a equipe de Ney Franco poderia ter acabado com a alegria momentânea do rival se não desperdiçasse outro incrível contra-ataque já nos acréscimos da partida.

E se estamos lembrando dos empates, por que não lembrar das derrotas? Afinal, a derrota é mais doída quando o placar é definido no final do jogo, e isso não aconteceu somente uma vez com o Botafogo neste campeonato. Contra o Vitória fora de casa, a equipe conseguiu empatar a partida após estar perdendo por 3 a 1, teve a oportunidade de virar o placar, mas uma falha de Renan aos 43 minutos do segundo tempo pôs o adversário novamente na frente do placar. Contra o Fluminense, foi a vez de Fred cometer o crime, ao coincidentemente marcar também aos 43 da segunda etapa. Seriam mais dois pontos que não só dariam uma ajuda à equipe carioca na tabela como também levantariam a moral do time, principalmente o conquistado na Bahia.

Isso só mostra como o Botafogo não consegue controlar muito bem a partida, principalmente nos momentos finais. Eu não quero acreditar numa sina da equipe alvinegra, e sim numa desatenção dos atuais titulares que prejudicam o clube na tabela. E acredito que uma equipe com um grande número de jogadores de características defensivas deveria se comportar melhor defensivamente, principalmente num momento tão crucial como o fim de um jogo. Assim como uma em um momento tão delicado não se pode dar ao luxo de perder chances importantíssimas nos últimos minutos de qualquer encontro.

Com os 6 pontos aqui lamentados, os botafoguenses já estariam na 9ª posição e com um jogo a mais a disputar. Ney Franco já teria muito mais tranquilidade para melhorar essa equipe. O Botafogo tem tudo para crescer com as chegadas de André Lima e Jonatas e as entradas de Batista e Renato entre os titulares. Mas precisa se concentrar urgentemente para que não perca mais pontos preciosos. Aliás, não só no final da partida: afinal, ontem contra o Náutico, o time teve um verdadeiro apagão no início do segundo tempo e levou a virada. Isso depois de Renato perder um gol incrível no final da primeira etapa, que faria o Botafogo estar dois gols a frente no placar. Sorte que dessa vez Reinaldo conseguiu igualar o placar a tempo.

Foto: www.estadao.com.br

9 comentários:

Paulo Maeda™ disse...

estou meio por fora sobre o Botafogo mas isso de sina aparece em mtos times, lembro q o São Paulo já foi assim também. Mas o Bota tem um time bom e vai se recuperar.

Net Esportes disse...

Mais um ano que os times grandes vão correr muito risco de cair pra segundona, e o Avaí ta se recuperando, o Naútico não se esquece do ano passado quando escapou no último jogo ...... é bom o Botafogo, o próprio Fluminense irem se preocupando desde já, a coisa vai ser feia .....

Daniel Leite disse...

Interessante, Leandrus, é que, em outras temporadas, a pior fase do Botafogo foi a derradeira. Neste ano, o time já começou mal, desempenho oposto ao de edições passadas, quando o início do campeonato foi promissor.

Agora, Ney Franco terá de fazer um trabalho diferente, não visando à manutenção, mas à melhoria de uma equipe que ainda precisa de corpo. De todo jeito, conforme você já mencionou, os reforços - André Lima e Jônatas - são pelo menos razoáveis. São combustíveis que me fazem acreditar que o Botafogo ficará razoavelmente distante da zona do rebaixamento.

Até mais!

Saulo disse...

O Botafogo foi garfado ontem contra o Náutico.
O árbitro deu um pênalti absurdo a favor do Náutico, não expulsou um jogador do Náutico que deu uma cotovelada animal em Lúcio Flávio e expulsou o Fahel injustamente.
Foi lamentável o que fizeram com o Botafogo nesse jogo.
O time já não é bom e ainda tem a arbitragem para prejudicar mais ainda.

Loucos por F-1 disse...

Gostei do título do post, xará!! hehe
Realmente era para o Botafogo estar num melhor posição avaliando por estes aspectos. Com a chegada de André Lima e JOnatas o time vai ganhar em qualidade e tem tudo para sair desse posição ruim. Parece que temos um chorão aqui em cima...hahahahhaa.

Abraço!

Leandro Montianele

Marcos Antônio Filho disse...

o botafogo pode sim se recuperar, o time é aplicado eo técnico é bom. Falta mesmo ter calma. E o juiz não roubar tanto, pq ontem o cara fez a festa do náutico...

Thiago Madureira disse...

Após as contratações de Jônatas, que teve seu melhor momento como jogador sendo dirigido pelo Ney, no Flamengo, e André Lima, que teve sua melhor forma no glorioso, vejo um futuro, no mínimo, razoável ao time.

Abraços...

Leandrus disse...

Breves comentários:

Daniel, na verdade o início de campeonato no ano passado tb não foi tão bom. Mas a diretoria logo chamou Ney Franco para treinar o time e ele levou o time a uma excelente arrancada no campeonato. Mas a falta de dinheiro prejudicou a equipe nas últimas rodadas, e o que se viu foi aquela queda brusca e inesperada na tabela.

Saulo, eu não sei se vc vai ler minha resposta, mas eu gostaria que fizesse isso. Antes de tudo, digo logo que não tenho a intenção de te atacar, bem longe disso. Quero expor mesmo minha opinião. Acho a arbitragem brasileira terrível. Comete erros demais, e o Botafogo não deixa de ser uma vítima dela, como vc está cansado de saber.

Porém, sempre tive uma visão diferente quanto aos erros da arbitragem. As vezes se lembra tanto dos erros dos juízes que se esquece que a equipe em campo tb falha e é responsável por resultados negativos, exatamente como ontem. Concordo com todos os lances que vc reclamou. Mas e os erros apresentados pelo Botafogo em campo? E o gol incrível perdido por Renato no final do primeiro tempo? E o recuo desnecessário da equipe que permitiu a virada do adversário? Que me desculpe, mas disso poucos se lembram, e sim somente dos erros da arbitragem, o que acho um erro. Botar tudo na conta deles não dá.

Além disso, ela não erra somente para um, e sim para todos. Se o seu time foi beneficiado, em outro ele será prejudicado, e vice-versa. (é só se lembrar de Fla x Fogo na final do Carioca 2007 e do jogo seguinte contra o Galo na Copa do Brasil). E se o Botafogo foi prejudicado anteontem, também foi ajudado: afinal, o primeiro gol da equipe foi irregular, já que André Lima, impedido, participou do lance. Mas eu vi pouquíssimos botafoguenses se lembrarem disso. Me perdoe, mas aí não dá...

Valeu pelas outras mensagens e até!

Saulo disse...

O Botafogo fez a sua melhor partida contra o Inter na vitória por 3x2 nesse campeonato até agora.
Era para o Botafogo ganhar de 3x0 ou até mais. Mas, a arbitragem quiz prejudicar o Botafogo novamente.
Deu mais um pênalti que não foi e marcou um impedimento absurdo que o jogador do Botafogo ia fazer tranquilamente o gol.
O importante é que ganhamos e estamos reagindo.