sábado, 6 de dezembro de 2008

Tentando evitar uma tragédia

Domingo, enquanto São Paulo e Grêmio, já garantidos na Libertadores do ano que vem, estiverem disputando o título do Campeonato Brasileiro, Palmeiras, Cruzeiro e Flamengo tentarão salvar o ano conquistando uma das duas vagas para a principal competição das Américas.

Os times não pensam em outra coisa senão conseguir a classificação para o torneio. Vanderlei Luxemburgo, ao falar do jogo do Palmeiras contra o Botafogo, definiu muito bem não só o clima que envolve o jogo do seu time como também o dos seus concorrentes: “é o jogo do ano neste domingo”. Guilherme, atacante do Cruzeiro, foi mais além: segundo ele, seria uma tragédia ficar sem a vaga para a Libertadores.

Talvez o artilheiro do Cruzeiro não esteja exagerando. Os três times deram esperanças de ganhar o título do Campeonato Brasileiro ao conquistarem seus respectivos estaduais, disputaram a primeira posição do Brasileirão durante a maior parte do campeonato e possuem torcedores insatisfeitos com seus técnicos, questionando suas opções a todo o instante. Para quem sonhou em ser campeão, não se classificar nem para a Libertadores é um pesadelo, ainda mais para Palmeiras e Flamengo, que montaram elencos bem caros já planejando a conquista da maior competição nacional.

Falando do lado financeiro, a classificação para a Libertadores não dá apenas o direito a um time de participar de uma competição importante, como também dá maior visibilidade ao clube e traz certo retorno financeiro. O Flamengo, por exemplo, após investir bastante no elenco deste ano, já contava com a classificação para a competição do ano que vem; tanto que o planejamento do clube para 2009 há muito tempo conta com a arrecadação de dinheiro proveniente do torneio continental.

E para desespero de Kléber Leite e cia., é bom o Flamengo já ir arranjando um plano B para o ano que vem. Isso porque a equipe carioca é quem tem a missão mais difícil no domingo. Além de ter de derrotar um preocupado Atlético-PR ainda com chances de ser rebaixado na Arena da Baixada, lugar em que o Fla não vence há um bom tempo, precisa torcer por derrotas ou do Cruzeiro para a já rebaixada Portuguesa ou do Palmeiras para o já em clima de férias Botafogo. Como agravante, os times de Adilson e Luxa irão jogar diante de suas torcidas, o que facilita ainda mais a tarefa dessas equipes.

Se o Fla realmente não conquistar a vaga para a Libertadores, a diretoria que se prepare: a torcida irá ficar bem furiosa e o time vai ter que se recuperar e muito bem no ano que vem; uma novo título estadual não irá amenizar as coisas. E a mesma coisa vale para os outros dois times. O mundo irá literalmente desabar em cima do 5º colocado do Brasileirão, e conquistar a Copa do Brasil no ano seguinte virará praticamente uma obrigação.

3 comentários:

Rafael Petry disse...

O 5 colocado... Vai ficar com o prêmio consolação Sul-Americana... Acredito que o Cruzeiro irá conquistar essa vaga, tem no papel a misõ relativamente mais facil... E o Fla? Acredito que perdeu essa libertadores lá atras, naquelas sete partidas que não consegiu uma vitória sequer... Abraço!!!! Saudações Alvinegras!!!!

Daniel Leite disse...

Uma ponderação interessante a ser feita é sobre o elenco do Palmeiras, provavelmente o mais caro do país. A montagem foi totalmente errada, pelo menos para mim. Não há lógica em contratar Fabinho Capixaba, afastar Élder Granja e ceder o melhor lateral-direito do time, Wendel, para o Santos. Vender Valdívia para trazer Maicosuel e Evandro, certamente também não foi uma boa escolha. Se considerarmos, ainda, que Denílson joga muito aberto pela ponta esquerda, os dois únicos atacantes efetivos são Alex Mineiro e Kléber. Jorge Preá e Thiago Cunha não são boas alternativas. Assim como Lenny, um mecanismo ridículo para o Palmeiras desistir de Thiago Neves. O pior vem agora: a zaga central. Com a curtíssima jornada do ótimo Henrique, a defesa, que contava com o talentoso e agora lesionado David, sofre muito com opções terríveis, como Jéci e Roque Jr.. Tanto é que o suspenso Martinez teve de ser recuado...

Na comparação entre os três times, acredito que o Cruzeiro seja o melhor, apesar do investimento mais baixo. Afinal, os valores criados no clube compensam os gastos de Palmeiras e Flamengo. Este deve ficar fora, embora tivesse feito um campeonato mais empolgante que o do clube paulistano.

Até mais!

Breiller disse...

Pra quem levantava faixas depois da Libertadores com "O Brasileiro é obrigação", uma Sul-Americana não vem bem a calhar. Realmente, a torcida rubro-negra vai chiar demais.

É uma grande perda pro Fla, que, como mostrado aí no post, perde visibilidade e receitas fora da Libertadores. Tem que torcer muito pro Botafogo endurecer diante do Palmeiras, porque acho difícil a Portuguesa aprontar pra cima do Cruzeiro no Mineirão.

Ah, Leandro, seu blog está concorrendo lá na comunidade "Blogs esportivos", no Orkut, como o Blog da Semana.

Vota lá depois:
http://www.orkut.com.br/Main#CommPollVote.aspx?cmm=50129950&pct=1228565120&pid=335521140

Um abraço!