terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Ele não foi o maior culpado

Cena comum nos últimos meses: torcida do Fla desejando a demissão de Caio Jr.

Não teve jeito: Caio Jr. não é mais técnico do Flamengo. A demissão não foi surpreendente, já que sua relação com a torcida do clube estava totalmente desgastada e o time que dirigia não conseguiu a classificação para a Libertadores após ter tido diversas chances para se classificar para a competição.

Em certas ocasiões, até que a torcida teve razão em criticar o treinador. Em alguns jogos, Caio Jr. tomou decisões precipitadas, como na fatídica derrota para o Atlético-MG no Maracanã, quando insistiu em Sambueza jogando na ala esquerda até o fim da partida, não colocando um lateral de origem na posição, e jogando o garoto Erick Flores na fogueira; falhou também ao muitas vezes deixar um irreconhecível Kléberson em campo. Isso para não falar quer era nítido em vários momentos do campeonato que seu time não conseguia jogar quando Juan e/ou Léo Moura não atuavam bem ou eram bem marcados; o ex-técnico do Palmeiras nunca achou uma maneira de desafogar o jogo nas laterais (neste caso, deve-se lembrar que as más atuações de Ibson e Kléberson atrapalharam a sua vida). Para piorar, Caio nunca conseguiu controlar focos de insatisfação na equipe; por exemplo, não conseguiu acalmar os ânimos do já citado Ibson, Cristian e Jônatas quando estes mostravam descontentamento por serem substituídos ou barrados.

Mas Caio não pode ser usado como bode expiatório, pois não foi o culpado da decepcionante campanha do Fla. Se chegou a errar em algumas substituições ou na escalação do time, é verdade que muitos jogadores não corresponderam durante o campeonato. Jogadores como Sambueza, Dininho, Fierro e Josiel não mostraram a que vieram, servindo apenas como meras opções no banco; Kléberson não mostrou todo o seu potencial, Jônatas foi uma piada e Ibson só foi melhorar na reta final do campeonato. Isso atrapalhou e muito a formação de um time durante o Brasileirão. A torcida do Flamengo sempre reclamava das escolhas de Caio Jr., mas se alguém perguntasse a formação ideal do time para 5 ou 7 torcedores, certamente não haveria uma escalação igual, e sim um criticando o outro pelos jogadores escolhidos; isso ocorreria justamente porque foi uma tarefa bem ingrata achar a equipe ideal durante a competição, o que de fato não aconteceu.

Além disso, é importante lembrar: nem sempre a culpa das derrotas do Flamengo em casa foi de Caio Jr. Por exemplo, a derrota para o Cruzeiro ocorreu após desatenção do sistema defensivo do Fla nos dois gols num curto espaço de tempo e contusão de Diego Tardelli após as três substituições já terem sido feitas; na derrota para o Vitória, houve um gol legítimo de Tardelli anulado pela bandeirinha quando o jogo ainda estava 0 a 0. Já no incrível empate contra o Goiás, Jaílton (duas vezes) e Fierro falharam clamorosamente nos gols do adversário.

Por último, ainda teve a famosa janela do meio do ano que levou praticamente o ataque do Flamengo. É verdade que àquela altura do campeonato Souza estava em má fase, mas Renato Augusto vinha bem e Marcinho era o artilheiro do campeonato. A diretoria demorou demais a repor as peças perdidas, Tardelli, eventual substituto dos jogadores vendidos, machucou-se, e o resultado disso foram 2 pontos conquistados de 21 possíveis.

Caio Jr. obviamente não era um treinador perfeito, mas não se pode colocar toda a culpa do que aconteceu no Campeonato Brasileiro em suas costas. É um bom e jovem técnico, que tem suas deficiências mas ainda pode corrigi-las. De qualquer maneira, é bom já pensarem em quem colocar no cargo. A torcida e a diretoria do Flamengo deseja um técnico “top”, mas talvez Luxemburgo não saia do Palmeiras, há poucas peças disponíveis no mercado, nem todas de boa qualidade e Felipão e Muricy, merecidamente elogiados por todos, não irão para o Flamengo, pelo menos neste momento. Contratar um novo técnico não será uma tarefa das mais fáceis; rubro-negros, torçam para que não surja um Júlio César Leal da vida, senão já podem encomendar a faixa “Volta Caio Jr”...

Foto: globoesporte.globo.com

10 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

Caio Jr não foi o maior culpado,mas um dos principais,seus erros no esquema do Flamengo o tornavam uma presa fácil.E manter Jailton entre os titulares era pedir pra levar gol.E pelo o segundo ano conswecutivo ele não consegue classificar um time pra libertadores.Ano passado, o plameiras,esse ano o Fla e qual será o próximo no ano que vem?

Saulo disse...

É verdade que o Caio errou algumas vezes, mas não pode ser o único culpado. Ele é um bom treinador.

Carlão Azul disse...

Também acho. Como no Cruzeiro crucificaram o Adílson Batista (mais movidos pela campanha da PIG (partido da imprensa galinácea) que atua em Minas pra desestabilizar o Cruzeiro)mas felizmente a Diretoria soube pesar os acertos e erros do técnico e renovou com ele.

Torcida é apaixonada e age assim, se tá bom fica senão quer a demissão, seja quem for o torcedor geralmente não tem paciência nem raciocina, cabe à diretoria ter o discernimento.

Acho que ele deveria ter ficado, não existem nomes no mercado.

---Siga meu Blog---


Abraços e...

Saudações Celestes

SITE/BLOG
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense – Blog
CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Paulo Maeda™ disse...

tb acho q Caio teve seus erros, mas não foi o maior culpado.
Ele é um bom treinador, vale lembrar que ele conseguiu levar um Paraná a Libertadores... o que ele ainda precisa aprender é ter o controle do time como Felipão, Luxa e Muricy fazem. Ser soh um bom estrategista não adianta.

Vinicius Grissi disse...

Nos últimos 15 anos, o Flamengo começou a temporada com um técnico novo. A falta de sequência tem prejudicado o trabalho. Caior Jr não foi perfeito, mas fez um trabalho bom. Poderia ser mantido, com apoio e a tendência seria melhorar.

Net Esportes disse...

Isso é o de menos, vem aí o Parreira..... o pior foi o que aquele tal de Ronaldo aprontou por aí.... isso sim é uma palahçada.

Vinicius Grissi disse...

Já começou a eleição da Seleção Marcação Cerrada do Campeonato Brasileiro. Conto com seu voto!

Começamos pelo goleiro.

http://cerrada.blogspot.com

Breiller disse...

Não é nada culpado, eu diria, Leandro. O cara fez um trabalho muito bom ao longo da temporada. Pegou um time desacreditado e muito abatido pela eliminação da Libertadores, foi recuperando os jogadores e chegou a ficar um bom tempo na liderança.

Depois, o time caiu porque, como você bem disse, a janela européia e perda de jogadores minou o elenco. Aí não há treinador que faça milagre. Perdeu a vaga na Libertadores por um vacilo dos próprios jogadores, na bobeada geral contra o Goiás, e aí, é culpa do treinador?

O Caio merecia um voto de confiança da torcida rubro-negra e da diretoria também.

Loucos por F-1 disse...

Caro Xará,

É claro que Caio Jr não é culpado sozinho, mas na minha opinião é um dos principais.

Nos comentários acima citam que Caio Jr fez um bom trabalho, mas foi muito pouco para uma equipe que liderou 10 rodadas do campeonato e era apontada como uma das fovoritas. No final de tudo, nem ao menos uma vaga na Libertadores. Aí fica complicado.

Caio Jr. não tinha comando sobre a equipe, como Joel Santana tinha. Com isso era a baderna que foi, Ibson, Cristian e outros viviam reclamando. Faltou voz ativa do treinador em relação ao grupo.

Taticamente o time não era bem armado. Ele insistiu num 3-5-2 furado com Jailton pelo lado direito. A formação que liderou parte da competição era a que ele erdou do Joel, já tinha tudo mastigado. A formação ideal era aquela da última rodada, um 4-4-2 com 3 volantes, dois que ficam, um que sai mais e um armador de origem. Com este esquema os laterais ficam mais a vontade para atacar.

Estão falando do Parreira, é um nome que me agrada muito. Por mais que tenha fracassado na Copa de 2006 é um cara que entende de futebol.

Abração!

Leandro Montianele

Leandrus disse...

Breves comentários:

Carlão, eu acompanhei a guerra Adilson x torcida. Ainda bem que o Cruzeiro deixou o técnico no cargo, pois fez um ótimo trabalho e é promissor. As vezes fico incomodado com alguns comentários de torcedores que reclamam de coisas nada a ver; um exemplo disso era que via muita gente reclamando que Caio Jr nunca teve um time base, quando ele sempre escalava Bruno, Leo Moura, Jailton, Fabio Luciano, Angelim, Juan, Ibson, Kléberson e Marcelinho Paraíba! Isso não é ter base? E isso é só um exemplo...

Paulo, na verdade como estrategista o Caio Jr até tem que melhorar também; prova disso é que o esquema tinha poucas variações, sempre foi aquela coisa de liberar os laterais e encher o meio campo de volantes. Se Leo Moura e Juan não jogassem bem, adeus time, já que Ibson e Kléberson não desafogavam o jogo; quando isso aconteceu, Flamengo 5 a 2 no Palmeiras...

Vinicius, o Caio precisava de apoio para continuar no Flamengo. Como a torcida queria vê-lo longe o mais rápido possível, não tinha jeito, mais uma temporada com treinador novo. Mas esse ano o técnico foi o mesmo: Joel foi mantido no cargo. Só que aí teve o convite para treinar a África do Sul e ele resolveu partir (mas é bom lembrar que seu trabalho já estava sendo contestado).

Breiller, é isso mesmo que eu acho. Acho que a culpa dos insucessos do Flamengo foram muito mais dos jogadores do que do técnico. Diversos jogadores decepcionaram durante o campeonato, desde as estrelas do time até os reservas. Aí fica difícil. Por exemplo, Caio Jr não perdeu um gol sem goleiro contra o Cruzeiro, nem falhou nos gols do Goiás há duas semanas...

Leandro, digamos que você desenvolveu o que o Marcos Antônio disse antes, hehehe. Mas vamos lá o que você disse:

- Realmente Caio Jr não tinha conseguia controlar seus jogadores, e isso foi um grave problema dele durante a competição. Mas será que esses jogadores tinham tanto motivos para reclamar de Caio Jr? Poxa, o Ibson jogava mal, sabia que ia tumultuar o elenco reclamando e continuava fazendo pirraça. O Cristian não tinha uma boa relação com o treinador e o estopim de tudo foi quando foi expulso de maneira ridícula contra o Santos quando o Fla estava perdendo. Aí que Caio deixou Cristian de lado. Esses jogadores eram aqueles protegidos por Joel Santana, a tal da Tropa de Elite, que Joel nunca substituia e deixava outros jogadores que poderiam ser utilizados de lado. Quando eles se viram ameaçados, começaram a causar confusão no elenco, e para infelicidade dos rubro-negros, Caio nunca conseguiu controlá-las.

- A questão da tática usada, eu concordo. O esquema de Caio era muito parecido com o de Joel, e lembro que sempre houve a discussão de que, quando os laterais fossem bem marcados, adeus Flamengo, iria começar a perder. Quase não havia variação desse esquema de jogar pelas laterais, ajudado também por más atuações de quem jogava pelo meio (como disse acima, quando o time desafogou o jogo pelas laterais com Ibson e Kléberson, 5 a 2 pro Fla). Acho que Caio poderia ter tentado bem antes um esquema com Marcelinho Paraíba no meio campo, coisa que o jogador quase implorou para acontecer, e só foi acontecer na última rodada.

-Por último, o que eu sempre quis dizer sobre Caio é que, embora ele tenha sim sua parcela de culpa, os principais culpados são os jogadores, que muitas vezes não corresponderam em campo. Muitas mesmo. Aqueles empates para Goiás e Portuguesa e derrotas em casa e fora para o Cruzeiro, por exemplo, foram muito mais por falhas individuais do que de Caio Jr. Por isso sempre contestei a visão da torcida de que ele era um burro e deveria sair do Flamengo.

Ateh!