domingo, 23 de março de 2008

Corrida morna

Quem esperava uma corrida com chuva, grandes duelos e confusões ficou na saudade. Numa corrida morna, mais marcada pelo abandono de Felipe Massa e por possíveis ultrapassagens que acabaram não acontecendo, Kimi Raikkonen venceu sua primeira corrida no ano, já tratando de espantar parte da pressão que a Ferrari sofria; agora a pressão parece se concentrar em Felipe Massa, que certamente vai ter que agüentar uma enxurrada de críticas da imprensa italiana, brasileira, e qualquer outra que você pensar. O pódio foi completado pelo polonês Robert Kubica, da BMW (ÊÊÊ!), e pelo finlandês Heikki Kovalainen, da Mclaren.

A largada foi até certo ponto movimentada. Raikkonen pareceu ter largado melhor, mas Felipe Massa, determinado a não perder a 1º posição, apertou o finlandês e conseguiu manter sua posição inicial. Enquanto Kubica ganhava a 3º posição de Trulli, Hamilton e Kovalainen vinham tentando ganhar posições (alguém percebeu Hamilton dando um toque maroto no Alonso?), embolando a briga no bloco intermediário. Ainda no final da primeira volta, Sebastian Bourdais foi dar uma passeio na caixa de brita e ficou por lá mesmo. Para terminar, Rosberg acertou o carro de Glock, o que resultou no abandono do piloto da Toyota e uma pit stop inesperado para o alemão da Williams.

Enquanto os pilotos consolidavam suas posições nas primeiras voltas, a F-1 teve um belo momento: enquanto Alonso tentava ultrapassar Coulthard pelo lado direito, Heidfeld foi no embalo e jogou o carro para o lado esquerdo, fazendo com que Alonso e Heidfeld fizessem sanduíche de Coulthard. No final da reta, Heidfeld fez a ultrapassagem nos 2 pilotos e foi embora enquanto Alonso conseguia a ultrapassagem em Coulthard. Prenúncio de uma corrida de muitas emoções? Infelizmente não.

A partir daí, a corrida ficou monótona. Massa era acompanhado de perto por Raikkonen, enquanto Hamilton não conseguia a ultrapassagem em cima de Webber. Mais atrás, Nelsinho Piquet tentava se aproximar de Button, sem muito sucesso. Apenas Nakajima quebrava esse cenário tedioso, ganhando algumas posições no fundo do pelotão.

Depois de mais algumas voltas, os pilotos partiram para o primeiro pit stop. Massa foi para o pit uma volta antes de Raikkonen, enquanto o finlandês aproveitava para voar na pista. Uma volta depois, Raikkonen foi fazer seu pit, foi mais rápido que o brasileiro e acabou herdando a primeira posição. Enquanto isso, a Mclaren se atrapalhava no pit stop de Hamilton (parada com quase 20 segundos!), o que acarretou na perda de algumas posições do inglês.

A corrida continuou monótona o suficiente para não relatar algo especial aqui. Raikkonen já abria quase 4 segundos de diferença para Massa quando o brasileiro perdeu o controle do carro e foi direto para a brita, ficando atolado por lá mesmo. Massa ficou tão desesperado quanto o locutor Galvão Bueno: ambos sabem que esse abandono ainda vai dar o que falar. Xiii Felipe...

E assim a corrida continuou sem grandes alterações até o final. Depois do abandono de Massa, todos fizeram suas paradas sem maiores problemas, a exceção de Barrichello, que teve que pagar um drive through por ultrapassar o limite de velocidade dos boxes; o brasileiro da Honda fez corrida bem discreta e terminou em 13º. E a corrida continuava monótona: os 5 primeiros desfilando na pista, Alonso tentando pressionar Webber, Piquet tentando chegar em Button...e finalmente tivemos o final da prova. Trulli terminou em 4º (dando provas de que a Toyota pode surpreender nesse ano), Hamilton em 5º, Heidfeld em 6º (depois da ultrapassagem dupla em Alonso e Coulthard foi bem discreto), Webber em 7º e Alonso em 8º. Nelsinho Piquet terminou sua primeira corrida, chegando em 11º.

A próxima corrida será disputada daqui a 2 semanas, no Bahrein. Até lá, não é difícil adivinhar quais serão as notícias principais da F-1: a imprensa vai criticar e muito Massa, assim como muitos torcedores brasileiros irão fazer (e já estão fazendo). O melhor para ele seria que o próximo GP fosse já na semana que vem (ano passado, após errar na mesma Malásia, venceu o GP do Bahrein de forma absoluta na semana seguinte, calando a boca dos críticos), mas ele terá que conviver com duras críticas por 2 semanas. O melhor para ele é fazer que nem a cantora Alanis Morissette, se isolando em algum lugar para pegar alguma inspiração e botar a cabeça no lugar. Na minha opinião, Felipe errou e acabou perdendo o controle do carro, mas ele diz que "sentiu algo estranho". Bom, se não for esse o caso, bem que Felipe poderia assumir o erro; caso contrário, estará em maus lençóis com a equipe, a imprensa e os fãs de F-1...

8 comentários:

Daniel Leite disse...

Não há nem muito pra falar da corrida. Já está tudo bem relatado aqui. Então, vou fazer um comentário alternativo: O Galvão Bueno esteve endiabrado! Ele deve ter algum problema pessoal com Hamilton, não é possível tanta hostilidade... Tudo bem que, de fato, a F-One mostrou mais o Lewis do que Kimi ou Felipe, mas há que se reconhecer que o inglês é bom demais, mesmo "em um final de semana infeliz", como disse Galvão.
Mas, como sempre, de todo jeito, um show de transmissão do nosso ídolo!

*vale destacar, também, o quanto Kimi Raikkonen é bom em corridas, tem se especializado em "voar" nas voltas antes do Pit Stop.

Até mais!

Leandrus disse...

Daniel, eu achei muita birra do Galvão ficar reclamando que só mostravam o Hamilton; ora, o que é melhor, ver o Hamilton tentando (só tentando, rs) passar o Webber ou ver o Massa e o Raikkonen brincando de ver quem faz a volta mais rápida? Mas não vou reclamar mais dele: do jeito que estava a corrida ontem, se não fosse Galvão e seus comentários, certamente eu teria dormido...
E quanto ao Raikkonen, concordo com o que você disse.

Ateh!

Loucos por F-1 disse...

Muitos brasileiros com certeza estão metendo o pau no Massa. O que ele precisa agora é de apoio de nós. Eu creio na recuperação dele e estou torcendo pra isso.

Abraços!

Leandro Montianele

Blog F1 Grand Prix disse...

Lamentável esse erro do Massa. Agora, a situação dele na Ferrari começa a ficar complicada. A imprensa italiana já está perdendo a paciência...

Vitória tranqüila do Kimi, que passeou a partir do abandono do Massa. Kubica, Kovalainen, Trulli e Webber também merecem parabéns. O Hamilton fez só um quintozinho, mas esses pontinhos são essenciais para o campeonato.

Essa temporada está só começando...

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Vinicius Grissi disse...

Péssimo início de ano do Felipe. Errou sim, mesmo que o carro tivesse com algum problema. Já vai ficando pra trás outra vez, e vai perder espaço na equipe.

Destaque para o Nelsinho, que vai ganhar experiência e promete brilhar se o carro melhorar.

Felipe Hammes Rodrigues disse...

Já estou lendo demasiadas críticas ao Felipe, e até comparações negativas. Está apenas começando a temporada, e ele há de se recuperar. Vamos, Felipe!

tati / octeto disse...

Para mim o pior do felipe nesta corrida foi não admitir o erro ...

Acho que ele tem todas as condições para se recuparar... só vai depender dele.

Agora disputar título... acho mto difícil!!

Bjinhosss

Tati

Leandrus disse...

Breves comentários:

Leandro, os brasileiros estão cornentando muito (o que é normal) o Massa; tb acho que os fãs deveriam apoiar o Massa, mas confesso que eu mesmo não gostei do fato de ele não assumir o erro...

Gustavo, não só a imprensa italiana está perdendo a paciência com o Massa; os "tifosi" já falam até de Badoer! Aí já eh ser muito corneta...

Vinicius, o Nelsinho já terminou uma corrida e isso já vai dar tranquilidade pra ele; já já vai ganhar seus primeiro pontos, com certeza.

Felipe, comparações negativas sempre existem, principalmente daqueles que esperam um novo Senna como esperam um novo Messias. O Massa precisa de força sim: mas bem que ele podia ajudar reconhecendo o erro né...

Tatiana, o erro maior do Massa pra mim foi não ter reconhecido o erro; acaba manchando sua reputação, que já não era muito boa, porque muitos já o achavam arrogante...mas ele tem tudo para se recuperar. Por isso que eu falo que ele tem q fazer que nem a Alanis Morissette, rs

Ateh!