sábado, 23 de fevereiro de 2008

They all came out to Citibank Hall...

E pasmem, consegui a proeza de ver o show de uma banda internacional pela terceira vez! E isso tudo em quatro anos! Ontem, mais um grande show do Deep Purple no Citibank Hall, e finalmente sem a área VIP que incomodava tanto os que iam de pista. Bom, vamos ao show...

Houve um grande atraso na abertura dos portões do Citibank Hall e com isso a banda Inquisição começou a tocar já um pouco atrasada. Não conhecia a banda, mas como soube que eles tinham acabado de lançar seu Cd pela Marquee Records já tinha expectativas de que a banda não fosse ruim...e não era mesmo! Gostei muito da banda, com destaque para a música "Insane Warrior" (que tem os famosos Ô ÔÔ ÔÔ no refrão); bom, parecia que todos gostaram mesmo dessa música, porque o pessoal da grade cantava essa música sem parar nos intervalos (não sei se de zoação ou porque gostaram mesmo, acho que pela Segunda opção). Pra finalizar, mandaram a clássica "Mob Rules", do Black Sabbath.

Após alguns minutos de impaciência, avisaram que o show estava atrasado por problemas com o equipamento (parece que tiveram que alugar de outro lugar, confesso que não lembro direito, rs). Mas após alguns minutos e uma introdução bizarra de "Jump" do Van Halen, os 5 integrantes entram no palco tocando "Pictures of Home", para delírio do público (tá bom, eu sei que o público sempre vai o delírio na primeira música). E sem parar, já emendam com "Things I Never Said", "Into the Fire" e a maravilhosa "Strange Kind of Woman". Ufa! Já era visível que a banda continua a mesma: uma banda que dispensa comentários, Roger Glover e Steve Morse sempre aos sorrisos (embora já tenha visto Roger de maneira mais empolgante no palco), e Ian Gillian...bem, Ian Gillian cada vez mais cansado; por exemplo, em Into the Fire, ele corta o último verso de cada estrofe para tomar fôlego e cantar o verso "Into the Fiiiiireeeeeeeee" da melhor maneira possível, ficando sempre com uma cara de tomate engraçadíssima! Mas tá valendo, porque já pensou quantos fãs iriam reclamar se ele não tivesse na banda?

Antes do tradicional solo de Morse, a banda manda duas músicas recentes, "Rapture of the Deep" e "Kiss Tomorrow Goodbye", intercaladas por uma das surpresas da noite, "Mary Long". No final de seu solo, Morse toca pequenos trechos de músicas famosas como "Sweet Child O Mine" e "Paranoid". Muita gente não gosta, já eu não tenho nada contra. Voltam com outra surpresa, "The Battle Rages on" e "Lazy" (confesso que não sou muito fã dessa música, mas consegui me empolgar com ela ontem). Depois do solo de Don Airey, quatro clássicos que não podem sair nunca do set list: "Perfect Strangers" (Gillian errou a letra em certa ocasião, mas tudo bem), "Space Trucking", "Highway Star" e "Smoke on the Water" (sim, a música clássica da banda que muita gente tá cansada de ouvir mas que ninguém admite deixar de fora).

Todo mundo já adivinhava o bis com "Hush" e "Black Night", mas o baixo de Glover indicou que só teríamos "Black Night", talvez por causa do tempo. Essa é sempre uma das mais marcantes do show deles, porque o "Ô Ô ÔÔ, Ô ÔÔ Ô ÔÔ ÔÔ ÔÔ! ÔÔ!" lembra muito cânticos de estádio de futebol, e isso faz com que o público fique empolgado. Depois desse grande final, hora de ir pra casa!

Foi um bom show como qualquer um do Deep Purple, mas eu trocaria as surpresas do show por outras de minha preferência, como "Knocking at your Back Door", "Woman From Tokyo", "Flight of the Rat" ou "Never Before"; e também achei a apresentação de 2006 melhor, onde os músicos tiveram uma performance de palco melhor que a de ontem (se lembram de Glover levantando o baixo a la Steve Harris?) . Mesmo assim, voltem sempre!

5 comentários:

away_petropolis2 disse...

Rapaz, falando alem de varios elogios, declaraçoes de amor para a banda e ate de viadagem de minah parte (falando que eu chorei e tudo, como sempre hehehe), tenho certos comentarios....
Realmente, depois desse show deu pra notar nitidamente uma coisa: Steve Morse e Don Airey tao carregando a banda (mais o Steve Morse)... digo, tao trazendo o sangue novo a ela, a energia...
Bem, alem disso, eles realmente sabem fazer um show de rock, nao é sacanagem nao... ninguem faz um show como eles.... com tanta qualidade tecnica, musical.... e ainda mais.... deu pra ver (por mais que tenha tido os atrasos e problemas) que eles fazem ainda com aquela idade a coisa mais importante que se deve fazer numa banda.... diversao. Por isso Deep Purple é imortal... fez sua historia no rock e ainda move jovens (muitos jovens! Ate umas minas muito gatas hehehe) para um show de musicas compostas no tempo que seus pais ainda eram virgens.
Enfim.... meu terceiro show, e com certeza nao será meu ultimo a ir neles.... claro que a cada show talvez notemos um pouco menos de qualidade com relaçao aos anteriores... mas assim mesmo, eles sabem fazer mais do que ninguem rock and roll... Foda a vera meu

Rodrigo Santos disse...

Parece q eles estão evitando tocar as que eu gosto mais. esse setlist tá muito vintage pro meu gosto. hehehehehe

João Paulo disse...

Poxa, cadê "Ted the mecanich" e "Sometimes I feel like screaming"? Pô, o purple tem que dar umas inovadas no repertório. Eles tem clássicos demais pra utilizar sempre a mesma base de repertório nos shows aqui no RJ. Não tocaram nem "Fireball", que vacilo. Quero "Burrrrrrrrn", hahaa!!!

Blog F1 Grand Prix disse...

Deve ter sido maneiro o show! "Highway Star" e "Smoke in the Water" não podiam faltar mesmo...

Leandro, estou esperando seu comentário sobre a final da Taça GB. Ainda bem que vocês não jogaram contra o Flu, hein? Aí o resultado teria sido outro hehehe...

Mas sem provocações, queria saber de uma flamenguista "imparcial" como você: afinal, foi roubado ou não???

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Leandrus disse...

Breves comentários!

Eduardo, lembro da sua empolgação com o show ateh agora, rs. Gosto dos shows do Purple justamente porque eles sabem tocar rock de qualidade. E quanto as garotas, tinha umas 3 na minha frente q eu tava doido pra q saissem da minha frente; porque? as 3 "crianças" estavam bebendo pacas e 2 estavam prontas pra vomitar...sairam da minha frente logo no inicio do show, rs

Rodrigo e João, é chato mesmo ver que eles ignoram o Perpendicular, q é um puta album. E pra variar mudanças no set são dificeis...ficariamos horas discutindo sobre isso...quanto a Fireball, amo a musica mas naum gostei do jeito q ela ficou no show em 2006, o Gillian quase morre cantando a musica, rs

Gustavo, já saí do Maracanã ouvindo comentarios sobre um futuro Fla x Flu. E acabei de chegar do Maraca e de escrever o texto, hje eu cheguei meio tarde pq fiquei comemorando, rs. Roubado? Maiores comentarios na segunda feira...

Ateh!