segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Por que não Filipe Luís?


À direita, Filipe Luís, lateral esquerdo do La Coruña e novo convocado de Dunga

Dunga meio que “surpreendeu”. Convocou um jogador pouco conhecido da maioria dos brasileiros, o lateral esquerdo Filipe Luís, do La Coruña, para o amistoso contra a Estônia. O suficiente para ser alvo de algumas críticas por parte da imprensa, principalmente daquela que não acompanha o futebol europeu; muito provavelmente uma conseqüência do efeito Afonso Alves.

Confesso que nunca assisti uma partida deste lateral. Mas o seu desempenho na Europa, para onde foi muito cedo, impressiona e me faz pensar que apostar nele pode ser válido. Se destacou jogando pelo La Coruña, se firmou a ponto de ser titular e jogar todas as partidas da última temporada e ainda foi eleito o melhor lateral esquerdo do Campeonato Espanhol, que certamente é um dos melhores e mais disputados do mundo. Bem diferente do que ser convocado após se destacar por um time mediano do também mediano Campeonato Holandês. E cá para nós, ser pretendido pelo Barcelona não é para qualquer um.

Além disso, é bom lembrar que é preciso testar mais nomes para a lateral esquerda, talvez a única posição que não possui um dono definido no momento. Kléber já mostrou que em queda livre, André Santos não foi bem nas oportunidades que recebeu, Juan, Marcelo e Adriano atualmente jogam mais como um meia esquerda e Fábio Aurélio, que considero o jogador brasileiro que melhor reúne as qualidades de um lateral esquerdo, está machucado.

Com tantos problemas para achar alguém para ocupar aquele lugar depois de apostar em vários jogadores da posição, custa apostar em quem está se destacando num campeonato de alto nível? Acho que não. E é por isso que acredito ser válido dar uma chance ao jovem lateral. Só vamos saber se ele é um bom nome para equipe se ele for convocado e jogar. Aliás, testá-lo contra uma equipe como a Estônia não vai trazer mal algum à Seleção.

Cabe a Dunga não desperdiçar a chance de observá-lo na próxima quarta-feira, até porque o adversário é fraco e o jogo não terá outro caráter senão festivo. Ou seja, condições excelentes para aqueles sedentos por uma oportunidade com a amarelinha mostrar que merecem uma vaguinha entre os homens de confiança do técnico.

Foto: www.soccerway.com

5 comentários:

Michel Farias disse...

Muito bem lembrado, pq não Filipe Luís. Depois do Afonso pode testar qualquer um na seleção

Vinicius Grissi disse...

Não o vi jogando na Europa. Confesso.

Mas era ótimo no Figueirense e anda muito bem cotado por lá.

Com certeza, merece a oportunidade.

Principalmente, porque não há outro jogador para a posição no momento.

Thiago Madureira disse...

A convocação foi merecida. Pior do que o Kléber, garanto, ele não pode ser. E como o jogo é contra a Estônia, oportunidade melhor não há para se testar jogadores.

Dunga mandou bem nessa!

Abraços...

Net Esportes disse...

nunca vi também, eu às vezes desconfio de certas convocações, do nada convoca uns caras que ninguém viu, mas no fundo alguma coisa boa deve ter feito pra ser convocado .........

PS. Gostei do homenageado !!!!! espero que o São Paulo continue focado e ganhando ..... e claro acreditando sempre !!!

Daniel Leite disse...

Tanto disse isto, que não é segredo para ninguém a minha preferência por Fábio Aurélio na lateral-esquerda (o motivo é simples, o mesmo que foi apresentado por você no texto).

Mas, como ele está lesionado, também acho muito válida a aposta em Filipe. E tenho de elogiar Dunga por sua convocação. Ele tem estado atento aos desempenhos de alguns "desconhecidos", jogadores de quem ninguém se lembra, mas que se destacam muito em campeonatos europeus (outro a se observar: Michel Bastos, que virou "left winger" e foi contratado pelo Lyon). O caso do Felipe Melo foi semelhante. Ninguém o pedia. Mas o treinador bancou sua presença e, de forma justa, o agora volante da Juve virou titular.

Obs.: Ele também erra nestas apostas. Afonso Alves, de quem ninguém falava, está aí.

Até mais!