quarta-feira, 9 de abril de 2008

Sem surpresas - parte 2

Infelizmente, os jogos da UCL hoje não foram muito animadores; Manchester United e Barcelona venceram seus jogos, ambos pelo simples placar de 1 a 0, e disputarão a outra semifinal da competição. Antes dos 2 jogos começarem, não tinha escolhido um deles para assistir: os 2 times que jogariam em casa defenderiam vantagens confortáveis, o que poderia resultar em 2 jogos amarrados, visto que Roma e Schalke 04 (os 2 times que estavam em desvantagem) não possuem um poder ofensivo muito forte. No final das contas, resolvi assistir Barcelona x Schalke 04, já que o Barcelona é um time mais instável do que o Man Utd, logo podendo dar mais chances ao azar.

Depois da revelação ao mesmo tempo bombástica e nada surpreendente de que Ronaldinho Gaúcho e Deco não estão lesionados e sim afastados do elenco, o Barcelona precisava sacudir a poeira e garantir sua vaga para as semifinais da UCL. O time catalão começou pressionando, mas o Schalke quase surpreendeu quando Valdez quase se enrolou ao fazer uma defesa após um chute de longa distância. O time alemão continuou tentando o gol e Kuranyi perdeu 2 boas oportunidades após jogadas criadas pela direita, onde o Schalke mais levava perigo com Rafinha e Jones. Mas o Barcelona não estava morto e também criava boas jogadas pela direita, onde Bojan, uma das revelações européias desta temporada, levava certo perigo, já que as jogadas pela esquerda com Henry eram quase nulas.

E foi justamente numa jogada criada por Bojan que o Barcelona marcou seu gol, aos 43 do primeiro tempo: o jovem espanhol cruzou e o brasileiro Bordon acabou desviando para o alto; porém, a bola, que num primeiro instante parecia que iria para fora, já estava entrando no gol, quando um dos zagueiros do Schalke conseguiu tirá-la quase em cima da linha. Para a infelicidade do time alemão, a bola voltou nos pés de Yaya Touré, que apenas tocou para o gol, marcando o único gol do Barça no jogo.

O Schalke 04 sentiu o gol. Por isso, boa parte do segundo tempo foi bem monótona, já que o time alemão não tinha força ofensiva suficiente para marcar gols no time catalão fora de casa. Então, os únicos destaques do segundo tempo foram as vaias ao técnico Frank Rijkaard quando este substituiu Bojan, que vinha sendo o melhor do time, para a entrada de Gioviani dos Santos e as inúmeras chances perdidas pelo Barcelona nos últimos 15 minutos, quando o time alemão já estava totalmente exposto, mais a beira de tomar o segundo gol do que marcar o de empate.

Quanto ao jogo entre Manchester United e Roma, soube que foi um confronto até certo ponto tranqüilo para o time inglês; tão tranqüilo que Fergunson se deu ao luxo de deixar Rooney e pasmem, Cristiano Ronaldo no banco. Já o time italiano, sem sua estrela Totti, ainda teve um pênalti (que nem foi pênalti) perdido no primeiro tempo, quando De Rossi encarnou seu compatriota Roberto Baggio e mandou a bola quase para fora do estádio (provavelmente algum time da NFL vai propor o emprego de "kicker" para o italiano depois desta cobrança). Bom, no segundo tempo o argentino Tevez acabou com a brincadeira e selou a classificação dos "Red Devils" para as semifinais.

Agora é esperar para ver: sempre achei que os favoritos ao título eram Manchester United e Barcelona, mas os 2 se encontrarão já nas semifinais. O Manchester United vem sendo um dos times mais regulares da Europa nesta temporada: e como Cristiano Ronaldo vem cada vez mais crescendo de produção, pode levar o time de Old Trafford ao título, ajudado pelo ótimo Rooney, por um meio campo de grande qualidade e pelo endiabrado Tevez. Quanto ao Barcelona, este não vem jogando aquele futebol que levou o time a ter um status de time quase invencível na temporada 05/06, quando levou o caneco da UCL: Ronaldinho Gaúcho não é nem metade do monstro que era naquela temporada, Henry ainda não se acertou totalmente no time e o time se mostra apático em certas ocasiões. Porém, é um elenco que impõe respeito e não pode ser subestimado. Só uma coisa é certa: teremos 2 grandes jogos nas semifinais, para a alegria dos fãs de futebol!

5 comentários:

Breiller disse...

Interessante observar que nessas semifinais da Champions o número de brasileiros nos elencos dos times classificados diminuiu consideravelmente.

Edmilson, Beletti, Anderson, Gilberto Silva... e, desses aí, nenhum tem vaga garantida como titular.

A legião de brasileiros na fase final da UCL já foi bem maior.


Valeu pela participação lá no Rola Blog. Espero que continue acompanhando a série especial.

Abraço.

Blog F1 Grand Prix disse...

Por causa da faculdade perdi esses jogos todos, que droga! Mas não há aula de Antropologia que vá me impedir de assistir à final hahaha...

O Liverpool tem o hábito de se dar bem contra rivais ingleses... sou mais o time do Gerrard na semi contra o Chelsea. Na outra, sinceramente, não faço idéia do que esperar. Qual Barcelona vai enfrentar o Manchester? O que faz campanha decepcionante no Espanhol ou o que decide quando precisa na Champions? Não é por nada não, mas tô achando que o Cristiano Ronaldo vai fazer diferença...

Grande abraço!

Gustavo Coelho

OCTETO RACING TEAM disse...

Leandrus ...

estou de volta!!!
Estou passando para comemorar os 3X0 do Flamengooo!! hehehe

Aguardo seu post sobre o jogo!rsrs

Bjinhoss do Octeto

Tati

Felipe Hammes Rodrigues disse...

Não preciso mais assistir aos jogos que a análise é perfeita. Brincadeiras à parte, assisti apenas Manchester vs. Roma. O jogo foi supermovimentado até os 30 minutos. Depois, para mim, o ritmo baixou muito. O que ficou de bom foi a volta de Gary Neville aos gramados, depois de 13 meses.

Leandrus disse...

Breves comentários:

Breiller, brigado você pela visita aki no blog! Quanto ao baixo número de brasileiros nas semifinais da UCL, isso me lembra que muitos brasileiros na Europa não estão jogando a bola de tempos passados: por exemplo, Kaká vive machucado, Maicon e Julio Cesar são prejudicados pelas brigas internas na Internazionale, Robinho já começa a ser criticado no Real Madrid...isso para não falar do péssimo momento de Ronaldinho Gaúcho e da falta de um atacante brasileiro matador (Fred, Ricardo Oliveira, Rafael Sobis, entre outros, estão meio sumidos ou em fase de recuperação). O momento realmente não é muito bom para o futebol brasileiro...

Gustavo, minha sorte é que só tenho aula de tarde na faculdade quinta feira, o que é suficiente para que eu perca bons jogos da Copa da UEFA; quanto ao Barcelona, acho que vai ser bem difícil a vitória do time catalão em cima dos "Red Devils": como você disse, o time decide quando precisa, e atualmente só isso não é necessário para derrotar o Manchester, que está em excelente fase.

Tati, Saudações Rubro-Negras, hehehe! Acabei de postar sobre o jogo, embora com um certo atraso (sabe como é né, as leituras da faculdade...)

Felipe, embora não seja muito fã do Gary Neville, sei que ele é como um símbolo para o time; por isso gostei da volta dele ao time. Quanto aos jogos, assista sim, para fazermos mais comentários, rs

Ateh!