segunda-feira, 15 de março de 2010

Diferença

Neste domingo, pudemos finalmente acompanhar duas provas muito esperadas pelos brasileiros: a estreia da F-1, no Bahrein, e a primeira corrida da F-Indy nas ruas de São Paulo. Um prato cheio para quem pouco havia visto provas nesse ano e tinha que se contentar com vts de corridas antigas somente para matar a saudade.

Curiosamente, os melhores resultados tupiniquins em ambas as provas foram de pilotos que voltaram às pistas depois de um longo tempo. Felipe Massa, 2º no Bahrein, havia disputado sua última prova oficial em julho, no GP da Alemanha, antes de sofrer grave acidente na Hungria. Já Vitor Meira , 3º no controverso traçado de São Paulo, não corria há quase um ano, depois de se acidentar seriamente em Indianápolis. Ambos conseguiram resultados com sabor de vitória. Porém, outra análise da prova nos leva a interpretações finais com sabores diferentes.

Por mais que não seja anormal ficar atrás de um Fernando Alonso com um carro finalmente a altura do seu nível de pilotagem, o resultado do brasileiro vice-campeão mundial em 2008 é um pouco amargo. Depois de surpreendentemente se sair melhor do que o companheiro na classificação – digo isso pelo fato de ter colocado uma diferença significativa em relação ao espanhol (três segundos) –, Felipe não largou bem e perdeu a posição para Alonso. E foi justamente esse resultado que fez a diferença no final. Se Massa tivesse mantido sua posição inicial na largada, muito provavelmente teria ganho a corrida, já que o seu desempenho era similar ao de Fernando e as ultrapassagens no circuito de Sahkir eram limitadas. Vendo dessa maneira, é de se lamentar pelo menos um pouco o resultado final do brasileiro, já que isso significa a começar a disputa interna na Ferrari perdendo (mas não me refiro a disputa idiota inventada pelas imprensas brasileira e espanhola). Além disso, nunca é bom deixar um piloto como Alonso deixar ganhar confiança já na primeira corrida

Já o resultado de Meira teve realmente o sabor de uma vitória. Vitor não tem – e nunca teve – um dos melhores equipamentos na categoria, mas foi bem durante a prova e teve competência e muita sorte para não deixar que os acontecimentos malucos da corrida atrapalhassem o seu desempenho. O seu resultado foi mais um daqueles que mostra que o brasileiro possui habilidade para se virar com equipamentos inferiores, quando comparados aos dos pilotos “tops”, além de fazer com que nós torçamos pela sua primeira vitória na categoria – ele já foi segundo em algumas corridas, até mesmo em Indianápolis há dois anos, mas ainda não conseguiu subiu no lugar mais alto do pódio.

Dura realidade: enquanto Luciano do Valle continuar narrando corridas da Indy, Vitor Meira ("Vitinho", para o locutor), continuará tendo dificuldades para vencer uma prova

De qualquer maneira, deve-se destacar o fato de que seus resultados no Bahrein e em São Paulo, respectivamente, provaram que ambos não perderam a velocidade de antes. E que ainda podem render bastante e alcançarem seus objetivos – um, o de ainda ser campeão mundial, embora a tarefa pareça cada vez mais difícil, e o outro, o de pelo menos conseguir uma vitória na Indy (para pelo menos não virar o novo Raul Boesel…)

Foto: www.motorsport.com

11 comentários:

Marcelonso disse...

Leandrus,

Gostei bem mais de ver a Indy pelas rua de Sampa,apesar de tudo,que os F1 naquele circuito enfadonho do Bahrein.

Dos resultados ambos foram bons,logicamente poderiam ter sido melhores,penso ser uma questão de tempo para Massa conseguir superar Alonso em algumas provas,já Meira tem capacidade para vencer corridas,o campeonato já é outra história.

abraço

F-1 A.L.C. disse...

e ainda tivemos oportunidade de confrontar dois estilos de narrativa jornalística, o que trouxe frescura ao domingo de corridas.

a perfomance de massa não foi ruim, mais na largada teve que enfrentar um bicampeão

Fernando Kesnault disse...

O difícil destas transmissões é a incompetência e a falação dos narradores uns verdadeiros chatos de galocha e não entendem nadica de nada, só falam besteiras para entupir ouvidos alheios. A IRL sempre foi melhor que a F-1 em termos de corridas (emoção) e neste ano já vi provas melhores, bem melhores na NASCAR.

Ron Groo disse...

Foi uma corrida muito acima da média da Indy, com todos os seus contratempos e tudo.

Já a F1...

Leandro Montianele disse...

Felipe Massa fez uma prova regular, mas largou muito mal. Pensando pelo lado de que ele está fora desde aquele final de semana na Hungria, o resultado foi bom. Mas esse briga vai prometer bastante ao longo do campeonato. Este é apenas o início.

Paulo Maeda™ disse...

opa Leandro, kd vc kra? Estudando mto pros concursos né? Aparece depois ae.

obs: vou voltar com o BFI kra, aguarde.

Vinicius Grissi disse...

Passando por aqui para convidar você e todos os leitores do blog para participar de mais uma edição do Bolão Marcação Cerrada do Campeonato Brasileiro. É só entrar no blog e se cadastrar até sexta-feira.

Aproveite também para inscrever seu time na liga M.Cerrada no Cartola.

Abraços!

Vinicius Grissi disse...

Abandonou isto aqui?

Leandrus disse...

Hehehe...é, o blog acabou sim, Vinicius e Paulo. Eu vou voltar à blogosfera neste mês, mas só para comentar sobre a Copa do Mundo em outros blogs. Aqui, só vou escrever mais um texto, que pretendo lançar nesta semana...

Vinicius Grissi disse...

E até agora nada...hehehe

Uma pena! Tinha um ótimo blog. Paciência...

Luciano disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito obrigado e parabéns pelo seu blog:

Fluzão Eterno: http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão